• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Congresso » PMDB e PSD vão defender derrubada de veto sobre municípios

Agência Câmara

Publicação: 18/02/2014 16:02 Atualização: 18/02/2014 16:23

Foto: Valério Ayres/CB/D.A Press/Arquivo
Foto: Valério Ayres/CB/D.A Press/Arquivo
Os líderes do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), e do PSD, deputado Moreira Mendes (RO), disseram que vão defender nesta noite a derrubada do veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto que permite a criação de novos municípios (PLP 416/08). O veto será analisado em sessão do Congresso hoje, marcada para as 19 horas.

O líder do PSD, que participou da reunião de líderes da base nesta manhã, disse que a bancada de apoio ao governo rachou sobre o tema. Mendes disse que vai defender a derrubada do veto. "No meu estado, temos distritos maiores do que as sedes, distritos com mais de 20 mil habitantes que ficam a cerca de 400 quilômetros da sede, precisamos de uma nova realidade", disse.

Os líderes disseram acreditar que, se depender da Câmara, o veto será derrubado. Mais cedo, o 1º vice-presidente do Congresso, deputado André Vargas (PT-PR), também disse acreditar que, caso não seja produzido acordo com o governo, o Legislativo deverá derrubar o veto.

Como o projeto é do Senado, os senadores serão os primeiros a votar. Os deputados só serão chamados ao voto caso o Senado derrube o veto. Para isso, é necessário o apoio de maioria absoluta das duas Casas - 41 senadores e 257 deputados.

A presidente Dilma vetou totalmente o substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei Complementar que estipulava novas regras para a criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios. Em tese, a proposta possibilitaria a criação de aproximadamente 400 novas cidades.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.