Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Disputa em Brasília » Para evitar Jair Bolsonaro, PT fala em acordo para Comissão de Direitos Humanos

Tércio Amaral

Publicação: 17/02/2014 10:41 Atualização:

O PT quer evitar que a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal caia nas mãos do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). A legenda está preocupada com a possível repercussão negativa no projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff caso o parlamentar progressista assuma o posto. Os petistas já falam em "buscar um acordo" com outro partido, que poderia assumir o controle do colegiado.

De acordo com a "matemática da Câmara", o PP tem direito a presidir duas comissões neste ano. A legenda cogita escolher a Comissão de Agricultura e dos Direitos Humanos. Jair Bolsonaro, inclusive, disse ter o apoio do líder da bancada de seu partido, o deputado federal de Pernambuco Eduardo da Fonte, para ocupar a CDH, que no ano passado foi alvo de polêmicas ao ser presidida pelo pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP).

 

O líder do PT, Vicentinho (SP), mantém o discurso de que a Comissão de Direitos Humanos é prioridade para o partido, mas contemporiza ao ser perguntado sobre fechamento de questão. “Nada é irreversível, mas trabalharemos para ficar com ela”, disse o petista ao Poder Online (iG).

A disputa será acirrada. A bancada evangélica, que já demonstrou simpatia pelo nome de Jair Bolsonaro, também estuda estratégias para manter o espaço conquistado por Feliciano. A ideia do grupo é manter outro religioso comandando a comissão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »