Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Sem Terra » Protesto do MST acaba em violento confronto em Brasília

Correio Braziliense

Publicação: 13/02/2014 08:23 Atualização: 13/02/2014 13:09

Cerca de 15 mil pessoas do movimento tomaram as ruas de Brasília ontem. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Cerca de 15 mil pessoas do movimento tomaram as ruas de Brasília ontem. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
A Praça dos Três Poderes foi palco de confronto entre policiais militares e integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na tarde de ontem. Segundo a corporação, 30 PMs e pelo menos três manifestantes ficaram feridos. Até mesmo a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) teve de ser interrompida.

Entre os policiais feridos, oito precisaram de cuidados especiais, pois sofreram cortes profundos e tiveram que passar por pequenos procedimentos cirúrgicos, como sutura, em um hospital particular da Asa Norte. Um deles chegou a receber 30 pontos. Segundo o capitão Aguiar, da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), todos tiveram alta por volta das 21h30.

A desproporção entre o número de policiais e o de manifestantes pode ter sido uma das causas da violência. Segundo o capitão da PMDF Marcos Henrique, que coordenava a operação, o efetivo no local era de apenas 250 PMs, além de 20 soldados do Batalhão de Choque. Já o número de manifestantes, de acordo com o MST, era de 15 mil pessoas. Em conversa com jornalistas, o secretário-geral da Presidência, ministro Gilberto Carvalho, mostrou-se surpreso com os problemas. “O espaço público tem que ser preservado, eles sabem disso, nós combinamos tudo direitinho. Só houve confusão porque alguns correram na frente e derrubaram o alambrado.”

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
A PM negou que o efetivo destacado para acompanhar a marcha tenha sido pequeno para o total de manifestantes. “Tudo havia sido informado à polícia. Sabíamos de onde os manifestantes eram, eles não omitiram informações. Se tivessem conduzido o protesto normalmente, estaria tudo certo, mas eles partiram para o vandalismo”, disse o major Marcelo Koboldt, um dos responsáveis pelo policiamento.

Comitiva
A presidente Dilma Rousseff deve receber hoje pela manhã uma comitiva de militantes do MST, no Palácio do Planalto. A informação foi dada pelo ministro Gilberto Carvalho, após conversa com João Pedro Stédile e outras lideranças do MST em frente ao palácio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »