• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estratégia » O silêncio dos indicados de Eduardo para sucessão estadual

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 11/02/2014 08:35 Atualização:

Enquanto aguardam a decisão do governador Eduardo Campos (PSB), alguns dos nomes cotados para disputar a sucessão estadual optaram pelo silêncio. Nessa altura do jogo, para os eventuais candidatos, a melhor estratégia é o recolhimento. Até porque quem seguir pelo caminho contrário corre o risco de perder pontos na cartilha editada pelo governador para o processo de escolha.

O ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho (PSB), por exemplo, que vinha cumprido uma agenda pesada de compromissos, resolveu adotar uma postura mais reservada. Afirmou, por meio de sua assessoria, que só falará sobre sucessão depois do anúncio do governador. Depois de muitas articulações, Fernando viu o nome perder terreno para outros prováveis candidatos e diminuiu o ritmo das movimentações. A única agenda pública dele é em Dormentes, onde recebe, hoje, o título de cidadão municipal.

O vice-governador João Lyra Neto (PSB) também optou pela discrição. Ele foi chamado para uma conversa com o governador, mas segundo informações de bastidores, a sucessão estadual não entrou na pauta. O assunto girou em torno da transição, troca de secretariado e relação da administração de Lyra (que assume o governo em abril) com a Assembleia Legislativa. A atitude do governador, de acordo com uma fonte, teria deixado João Lyra desapontado pelo fato de o debate sucessório não ter sido incluído na conversa.

Outro nome forte na bolsa de apostas, o ex-deputado federal Maurício Rands (PSB), tem preferido os bastidores. Em público, evita tecer comentários que possam prejudicar uma provável indicação dele para disputa. (R.R.)

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.