Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pilares » Frederico Neves quer que TJPE fale a língua do cidadão Novo presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco assumiu o cargo com metas que incluem novo concurso

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 07/02/2014 08:29 Atualização:


Foto oficial dos desembargadores foi feita durante solenidade de posse do novo presidente do TJPE, Frederico Neves fotos: Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS	 (Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS)
Foto oficial dos desembargadores foi feita durante solenidade de posse do novo presidente do TJPE, Frederico Neves fotos: Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS

O novo presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Frederico Neves, tomou posse ontem para o biênio 2014/2015 junto com o primeiro vice-presidente, Leopoldo Raposo, o segundo-vice, Fernando Ferreira, e o corregedor-geral de Justiça, Eduardo Paurá. O magistrado assumiu a presidência no lugar do desembargador Jovaldo Nunes. A atuação da nova Mesa Diretora será focada em quatro pilares, segundo o novo presidente.

O primeiro é o de aproximar o Judiciário do cidadão. “Quando falamos, não somos entendidos. Muitas vezes o cidadão não sabe o que o juiz julgou. O juiz presta um serviço público cujo destinatário é o povo”, enfatizou. A outra meta é realizar um novo concurso público antes mesmo do que está sendo concluído em março. O objetivo é preencher os 208 cargos de juízes que estão vagos no estado: um terço do total.

“Não se pode exigir que se julgue rápido com essa carência. Existem juízes no interior do estado que acumulam de três a quatro municípios”, destacou Neves. Ele  também prometeu expandir o processo judiciário eletrônico para dar mais segurança e celeridade. A outra meta é valorizar os servidores, instituindo a remuneração pecuniária como estímulo. O reforço no salário será obtido após cumprimento de metas e produtividade.

Na solenidade de posse, o novo presidente prometeu continuar as ações desenvolvidas por seu antecessor. Com orgulho, ele contou que o ex-presidente e a corregedoria deflagraram uma campanha no estado para instituir o programa de combate à corrupção em cumprimento à Meta 18 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A meta gira em torno de processos de improbidade administrativa e de crimes contra a administração pública. “Rodamos o estado inteiro. No ano passado, os juiízes pernambucanos analisaram 2.505 processos de improbidade administrativa, o que levou Pernambuco em números absolutos ao 6º lugar no Brasil em julgamento desses processos”, afirmou.

No discurso de despedida, Jovaldo Nunes fez um balanço de gestão e destacou que o TJPE conseguiu baixar a taxa de congestionamento de processos. “De 482 mil processos em 2012 passamos para 723 mil casos solucionados em 2013. Isso permitiu reduzir a taxa de congestionamento. Saímos de 83% em 2012 para 72% em 2013, um ponto percentual abaixo da média nacional”, contou. Participaram da solenidade de posse o presidente dos Diários Associados no Nordeste, Joezil Barros e o diretor-geral, Guilherme Machado. O vice-presidente dos Diários Associados no Nordeste, Gladstone Vieira Belo, prestigiou a Missa de Ação de Graças, realizada pela manhã, na Igreja Ordem 3ª de São Francisco.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »