Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Congresso » Humberto com desafios no papel de interlocutor

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 07/02/2014 08:19 Atualização:

Humberto é o novo líder da sigla no Senado foto: Rafael Carvalho/AGENCIA SENADO (Rafael Carvalho/AGENCIA SENADO)
Humberto é o novo líder da sigla no Senado foto: Rafael Carvalho/AGENCIA SENADO

O PSB, aliado histórico, agora é oposição. A economia brasileira não vai bem. E o PMDB decidiu não indicar nomes para a reforma ministerial que vem sendo promovida pela presidente Dilma Roussef (PT). Apesar de os peemedebistas afirmarem que a decisão, tomada em reunião da bancada na Câmara dos Deputados na última quarta-feira, não significar o fim do apoio ao governo federal, a postura adotada é apenas mais um indício do trabalho que o novo líder do PT no Senado, o pernambucano Humberto Costa, terá para defender o governo neste ano eleitoral.

“Até se fechar a reforma ministerial e algumas questões estaduais, vamos ter, sim, um tensionamento. O que é natural, mas também algo administrável”, afirmou o senador. Para o petista, só a partir da conclusão da reforma será possível saber quais partidos estarão com o governo, “atuando de forma unificada na votações dentro do Congresso Nacional”.

Humberto acredita que, apesar de o PSB estar agora na oposição ao governo Dilma, “não fará oposição ao país”. “Então creio que eles (os socialistas) votarão, a partir de uma perspectiva positiva para o Brasil, aqueles temas importantes, relevantes”, observou, admitindo, entretanto, que certamente os problemas com os aliados do governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos, devem surgir na esfera política, e não na administrativa. Mesmo assim, está preparado para que esse embate político se dê nos discursos dentro do Senado. “Essa é uma discussão que, de certa forma, já está acontecendo, não é?”.

Humberto também defendeu o governo na área econômica lembrando que o momento é de “crise internacional profunda”. “A retomada desse crescimento é lenta, mas tenho confiança de que nós vamos estar bem nessa esfera”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »