Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Apoio firmado à Eduardo » Jarbas deixa Senado livre para aliados na chapa majoritária Peemedebista não vai disputar a reeleição, mas sugere a Eduardo que Raul Henry

Cláudia Eloi - Diario de Pernambuco

Publicação: 06/02/2014 07:06 Atualização:

Jarbas Vasconcelos garantiu que pretende continuar na vida pública foto: Wilson Firmo/ DIVULVACAO	 (Wilson Firmo/ DIVULVACAO	)
Jarbas Vasconcelos garantiu que pretende continuar na vida pública foto: Wilson Firmo/ DIVULVACAO

Eleito com mais de dois milhões de votos na campanha de 2006 pela então aliança União Por Pernambuco e detentor de know-how em cargos públicos, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) anunciou, ontem, por meio de nota à imprensa, que não concorrerá à reeleição para o Senado. Um dos maiores críticos do governo Dilma Rousseff (PT), o peemedebista declarou que o seu partido em Pernambuco apoiará o governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB). Na conversa que teve no último fim de semana com o socialista, entretanto, ele sugeriu o nome do afilhado político, o deputado federal Raul Henry (PMDB), para compor a chapa majoritária.

Nos bastidores do Congresso, circulou a informação de que a saída de Jarbas da disputa estaria atrelada a um acordo com o governador para impulsionar sua candidatura a deputado federal. Também teria sido acertado que Jarbas viajaria com o socialista pelo país e cuidaria da campanha presidencial no estado. Na nota, o peemedebista garantiu que pretende continuar na vida pública, pondo fim à especulação de aposentadoria.

Eduardo Campos havia aberto a “bolsa de apostas” para Jarbas disputar o Senado pela Frente Popular. O peemedebista, que foi adversário histórico do avô de Eduardo, Miguel Arraes, e também se tornou inimigo político do governador, há dois anos se reaproximou dele. Na eleição para a Prefeitura do Recife, em 2012, apoiou a candidatura do atual prefeito Geraldo Julio (PSB) e manteve o PT como principal adversário.

Também na nota à imprensa, Jarbas lembra que o PMDB havia retirado a candidatura de Raul Henry da disputa pela PCR para apoiar o candidato do PSB e critica o governo petista, assegurando que o PT “dá sinais evidentes de esgotamento, com desempenhos negativos da economia e a população demonstrando nas ruas que deseja mudar a cena política”.

Após a publicação da nota, Jarbas e Raul Henry evitaram exposição. No texto, o senador ressaltou que Eduardo o convidou para disputar o Senado, integrando a chapa majoritária, mas que, após uma decisão amadurecida, decidiu comunicar publicamente que declinou do convite.

Por telefone, o presidente estadual do PMDB, Dorany Sampaio, informou que o “choque” foi grande ao receber o telefonema de Jarbas ontem comunicando sua decisão. “É surpreendente. Jarbas fará falta no Senado pela coragem cívica, respeitabilidade e competência. Mas quando o sujeito é bom, capim não cresce na porta”, afirmou, abrindo o leque de novos voos para o senador nesta campanha.

Saiba mais

Cargos exercidos por Jarbas Vasconcelos ao longo de sua carreira política

Deputado estadual
(1971-1975)
um mandato

Deputado federal
(1975-1979)
1983-1985)
dois mandatos

Prefeito do Recife
(1986-1988
1993-1996)
dois mandatos

Governador de Pernambuco
(1999-2002)
(2003-2006)
dois mandatos

Novos desafios que Jarbas pode enfrentar

Deputado federal
- O peemedebista teria uma eleição confortável apoiado pelo governador Eduardo Campos

Articulador da campanha presidencial de Eduardo
- Conhecido nacionalmente como um político combativo, Jarbas desempenharia um papel de articulador da campanha do socialista pelo país e pelo interior de Pernambuco

Ministro
- Caso o governador Eduardo Campos vença a eleição, Jarbas poderia ser convidado para ocupar um ministério no futuro governo socialista

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »