Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Agreste » Prefeito e vice de Altinho cassados

Publicação: 05/02/2014 19:38 Atualização: 05/02/2014 21:10

Justiça cassa mandatos do atual prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira (PSD) e o vice Marcos Sampaio (DEM). Foto: Alex Brassan/Divulgação
Justiça cassa mandatos do atual prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira (PSD) e o vice Marcos Sampaio (DEM). Foto: Alex Brassan/Divulgação
O juiz eleitoral titular da 48ª Zona, José Adelmo Barbosa da Costa Pereira, proferiu, nesta quarta-feira (5), decisão em que condenou o atual prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira (PSD) e o vice Marcos Sampaio (DEM), à perda dos seus cargos eletivos.

A sentença baseou-se em laudos periciais do Instituto de Criminalística que demonstram ser forjado o atentado ocorrido durante o pleito eleitoral de 2012, com o objetivo de influenciar a população. A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral e corria em segredo de Justiça.

O magistrado determinou ainda que o presidente da Câmara de Vereadores, Mauro das Associações (PT), assuma de imediato o comando da Prefeitura. O vereador afirmou que até o início da noite desta quarta-feira não havia sido notificado. “Por enquanto ainda sou presidente da Câmara. O que eu estou sabendo é somente dos comentários. Mas nada oficial chegou até mim”, disse Mauro das Associações.

Altinho é localizada no Agreste pernambucano, distante 168 quilômetros do Recife. A população, de acordo com o último censo do IBGE (2010) é de 22.363 habitantes. O eleitorado, segundo dados de 2010 do Tribunal Regional Eleitoral, é de 17.094.

Relembre – Durante a campanha para as eleições de 2012, o então candidato a prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira, afirmou ter sofrido uma tentativa de homicídio. Na época, ele disse a polícia que dirigia para a zona rural onde faria um comício quando o carro onde estava com outras duas pessoas foi alvejado, no dia 28 de setembro daquele ano. José Ailson teve escoriações nos braços e chegou a ser hospitalizado. Em novembro de 2012, a Polícia Civil concluiu o inquérito que investigou o suposto atentado e não comprovou a tentativa de homicídio.

Com informações do Blog de Mário Flávio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »