Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Disputa presidencial » Marina diz que quem decide a vice é o candidato

Agência O Globo

Publicação: 04/02/2014 10:44 Atualização:

Antes do lançamento das diretrizes conjuntas de governo do PSB-Rede, a ex-senadora Marina Silva (Rede) esconversou sobre quando anunciará oficialmente se será vice ou não de Eduardo Campos (PSB). "Quem decide sobre vice é o candidato. E o candidato é ele, Eduardo Campos, claro. Vocês têm alguma dúvida? A definição da vice vai depender de Eduardo Campos. Já temos as diretrizes do programa de governo e no momento oportuno isso vai ser decido", disse Marina.

Marina e integrantes da Rede reafirmaram hoje a disposição de lutar por uma candidatura própria em São Paulo. Na próxima terça-feira, será realizada uma reunião na capital paulista que deverá ser mais uma tentativa na formação de uma frente PSB, Rede,PPS, PV para criação de uma terceira via, excluindo a coligação com o PSDB de Geraldo Alckmin. "A Rede em São Paulo trabalha por uma candidatura própria, mas tudo vai ser decido com muita tranquilidade"

Eduardo Campos saudou a entrada do PPS na coligação e disse que o PSB se reafirma como uma real alternativa de governo, representando junto com o PPS e Rede uma alternativa de mudança. Ele criticou a falta de rumo do governo de Dilma Rousseff citando três pontos essenciais para o Brasil sair da atual “circunstância e voltar a trilhar o rumo certo”.

"Primeiro, é preciso preserva as conquistas que ultimamente estão sendo jogadas foras. Segundo, é preciso melhorar a democracia, aprofundar as leis e aproximá-las dos cidadãos. O Brasil parou. Tem uma dinâmica econômica que não funciona. Não há política econômica que se sustente como esta", disse Eduardo Campos, afirmando que o PPS vai ajudar a coligação a refletir a realidade do país.

O deputado Walter Feldeman (PSB-SP), que é o principal nome da Rede para disputar o governo de São Paulo, disse que o lançamento das diretrizes programáticas encerra uma fase de negociação das alianças nos estados. "Agora começa a política, a partir de agora, com um instrumento poderoso que é base do programa de governo".

Uma das principais diretrizes do programa de governo é uma nova política urbana e de mobilidade: "O programa está baseado em cinco eixos, um deles é a questão da nova política urbana e da mobilidade, além de segurança, saúde e educação. Essas são diretrizes básicas. A partir de agora vamos levá-lo para os estados", disse Eduardo Campos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »