• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pendências » "Pacote ético" ainda caminha a passos lentos na Câmara do Recife Apesar da Câmara enaltecer "avanços", poucos pontos realmente se tornaram realidade

Ana Luiza Machado

Publicação: 04/02/2014 07:42 Atualização:

Vereadores do Recife iniciaram ontem os trabalhos legislativos de 2014 foto: Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS (Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS)
Vereadores do Recife iniciaram ontem os trabalhos legislativos de 2014 foto: Bernardo Dantas/DP/D.A PRESS

Apesar de o presidente da Câmara do Recife, Vicente André Gomes (PSB), ter anunciado ontem, durante a abertura dos trabalhos legislativos de 2014, os avanços conseguidos no ano anterior com o chamado “pacote ético”, ainda há muitas pendências. De julho para cá, quando as medidas de transparência foram aprovadas por unanimidade, pouca coisa efetivamente foi viabilizada. A Tribuna popular e a Câmara nos bairros, por exemplo, ações pensadas para aproximar a sociedade do Legislativo, não conseguiram se concretizar.

O Portal de Transparência só entrou no ar ontem à noite e ainda assim necessitando de ajustes. Ele está contido no site da Câmara (www.recife.pe.leg.br), que foi repaginado e está mais acessível aos cidadãos. Os dados, no entanto, ainda não foram totalmente disponibilizados. Quem quiser acessar a remuneração dos servidores, por exemplo, só encontrará informações referentes ao mês de dezembro de 2013.

Segundo informações do setor de informática da Câmara do Recife, os dados ainda estão sendo “migrados” e alguns deles são de responsabilidade da Emprel, setor responsável pela área de tecnologia de informação da prefeitura. A realização do concurso público também está pendente. A previsão do presidente da Casa é que aconteça em junho deste ano. Já foram definidas que serão 78 vagas, mas o edital ainda não foi lançado. Apenas o fim do voto secreto foi estabelecido e, ao longo deste ano, os eleitores poderão ver como votam ser representantes.

Política

Além dessas pendências, a questão eleitoral também mexe com a Câmara. As alianças do PSDB e do PPS com o PSB a nível estadual deixam confusa a postura de alguns vereadores. Apesar disso, assumiu a liderança da oposição ontem o vereador Raul Jungmann (PPS). O PT e o PTB, com o rompimento com os socialistas, agora formam “o bloco dos independentes”, mas podem vir a ser a nova oposição.

Saiba mais

Situação do “pacote ético” da Câmara do Recife:

O conjunto de medidas de transparência foi aprovado por unanimidade no dia no dia 2 de julho de 2013

Ouvidor e Corregedor: nomes definidos em setembro do ano passado, mas as denúncias só podem ser feitas pelo site da Câmara. Não há espaço físico no Legislativo para abrigar os órgãos

Fim do voto secreto: após muita polêmica, foi aprovado no final de 2013. O projeto foi de autoria do vereador Jayme Asfora (PMDB)

Concurso público: em dezembro foi definido que seriam 78 vagas, mas ainda não foi lançado o edital. A previsão é que as provas aconteçam em junho deste ano

Portal de Transparência: foi colocado no ar ontem à noite, junto com a reformulação do site da Câmara. Muitos dados ainda não foram colocados no ar, como a verba indenizatória dos vereadores, por exemplo

Tribuna Popular e Câmara nos bairros: ainda não conseguiram sair do papel

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.