• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Sem a primeira-dama » Eduardo embala quinto filho a cinco meses da campanha eleitoral Pré-candidato à Presidência, governador terá que percorrer todo o país sem a companhia constante da 1ª dama

Ana Luiza Machado

Publicação: 29/01/2014 07:48 Atualização: 29/01/2014 11:17

Eduardo Campos apresenta seu caçula, Miguel, que recebeu o nome em homenagem ao bisavô Miguel Arraes foto: Aluisio Moreira/SEI (Aluisio Moreira/SEI)
Eduardo Campos apresenta seu caçula, Miguel, que recebeu o nome em homenagem ao bisavô Miguel Arraes foto: Aluisio Moreira/SEI

A pouco mais de cinco meses da campanha eleitoral mais acalourada da história de Pernambuco, o governador e pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), 47 anos, ganhou seu quinto filho. Ontem, às 15h05, medindo 51,5 cm e pesando 3,455 quilos, nasceu Miguel de Andrade Lima Campos. O bebê recebeu o nome em homenagem ao bisavô e ex-governador Miguel Arraes.

O nascimento, previsto para o dia 8 de fevereiro, foi antecipado, e a primeira-dama Renata Campos, 46, deu entrada no Hospital Santa Joana, às 11h, acompanhada de Eduardo e dos outros quatro filhos. Ela, que sempre participou de campanhas e eventos administrativos ao lado do marido, provavelmente não terá o mesmo engajamento este ano, caso o socialista entre realmente para a disputa contra a ex-aliada Dilma Rousseff, que tentará a reeleição, e o senador tucano Aécio Neves, de quem é amigo desde os tempos das Diretas Já (1983/1984) e que também espera o nascimento de um filho (o segundo) para este ano.

 

Miguel nasce também quando o segundo filho do governador, João Campos, 19, está para decidir se sai candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados. Ele e a primogênita do casal, Maria Eduarda, 21, participaram ativamente em 2012 da campanha do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB).

 

Pelo Facebook o governador comentou o nascimento do filho: “É um menino forte e saudável, nasceu cercado por carinho, felicidade e muito amor. Tem o nome do bisavô e de São Miguel Arcanjo. Seu significado em hebraico (“Quem será como Deus?”), lembra da nossa humildade diante do Senhor”. Assim como aconteceu com seus outros filhos, o parto foi normal e as informações da assessoria são de que a mãe e o bebê passam bem.

No hospital, poucos políticos estiveram presentes na hora do nascimento. O primeiro a chegar foi o líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Waldemar Borges (PSB), e sua esposa, a deputada federal Luciana Santos (PCdoB), depois o secretário de Turismo do Recife Filipe Carreras, que é casado com uma prima da primeira-dama, e a secretária de Cultura do Recife, Lêda Alves. A discrição foi mantida e as informações sobre o nascimento demoraram a chegar, no entanto, um acompanhante de um paciente ligou a TV no canal interna do hospital e filmou o obstetra Romero Carvalho mostrando o novo herdeiro do presidenciável na maternidade, bem como o momento em que José, 8 anos, (quarto filho do governador), é apresentado ao irmão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.