Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Articulações » Reunião para fechar nome da chapa majoritária para as eleições Eduardo Campos e Jarbas Vasconcelos vão se encontrar para tratar de sucessão estadual

Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicação: 24/01/2014 07:46 Atualização:

Encontro vai ocorrer na próxima semana foto: Humberto Pradera/DIVULGAÇÃO (Humberto Pradera/DIVULGAÇÃO)
Encontro vai ocorrer na próxima semana foto: Humberto Pradera/DIVULGAÇÃO

O governador Eduardo Campos (PSB) deve se reunir com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), no início da próxima semana, para fechar, segundo informações de bastidores, o primeiro nome da chapa majoritária. O encontro estava previsto inicialmente para este fim de semana, mas o peemedebista vai receber um outro parlamentar do Senado em sua casa - Aloysio Nunes (PSDB) - e o encontro foi adiado. A reunião acontecerá depois de o PMDB cravar o nome de Jarbas como única opção apresentada pelo partido à aliança Eduardista. Com a decisão, o deputado federal Raul Henry descartou a hipótese de ser candidato a vice-governador.

A opção pelo projeto de reeleição de Jarbas Vasconcelos ao Senado também encontrou respaldo dentro do PSB. Segundo alguns socialistas, o peemedebista é considerado um parlamentar respeitado no cenário nacional, inclusive por seguir uma linha independente dentro do próprio partido, que, no Congresso, apoia o governo Dilma. Além disso, o extenso currículo político, como governador do estado e duas vezes prefeito do Recife, o credencia a disputar mais uma vez a vaga.

Alianças

No cenário nacional, o senador Rodrigo Rollemberg (DF) negou, por meio da assessoria de imprensa, conhecer as pretensões do PPS de disputar, com o apoio do PSB, o governo do Distrito Federal com a pré-candidatura de Eliana Pedrosa. Ressaltou, contudo, não haver nomes definidos para a disputa estadual de lá, nem o dele mesmo, como pretendia Eduardo. O senador disse que não falaria sobre a disposição de o PPS concorrer com nomes próprios em estados como Amazonas e Maranhão, recebendo o apoio do PSB. “As alianças só serão definidas a partir de março”, declarou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »