• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Partidos » Rui Falcão garante que PT nacional não agirá com mão de ferro na escolha do candidato a governador de Pernambuco

Cláudia Eloi - Diario de Pernambuco

Publicação: 23/01/2014 23:29 Atualização: 24/01/2014 00:37

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, garantiu ontem, durante passagem pelo Recife, que o comando nacional da sigla não agirá com mão de ferro na política de aliança com o PTB em Pernambuco. Parte dos petistas defende candidatura própria e outra ala argumenta que o mais viável seria apoiar a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao governo do estado.

O dirigente petista afirmou que apesar se sua preferência por Armando Monteiro na cabeça de chapa, posição que é compartilhada pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma Rousseff, a decisão caberá ao PT estadual. Antes do encontro com os correligionários locais, Rui Falcão abriu espaço na agenda para se encontrar na residência do senador Armando Monteiro Neto, em Boa Viagem.

Durante a visita, que foi acompanhada pela deputada e presidente estadual do PT, deputada Teresa Leitão, o petista voltou a afirmar a posição da direção nacional em defender uma aliança com o PTB no estado, mas garantiu que o martelo será batido pela direção estadual. “Quem vai decidir o processo aqui em Pernambuco é o diretório estadual”, afirmou.

Na eleição de 2012, a direção nacional do PT decidiu impor a candidatura do senador Humberto Costa (PT) em detrimento do ex-prefeito do Recife João da Costa, que queria disputar a reeleição. Houve um racha e o PT perdeu a PCR, depois de 12 anos no comando da cidade. Em entrevista à imprensa, Rui Falcão assumiu que errou.“Os erros do passado cometidos aqui em Pernambuco foram responsabilidade coletiva, mas eu os assumi”, enfatizou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.