• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Matéria polêmica » Vereadores de Caruaru aprovam empréstimo para BRT

Publicação: 23/01/2014 15:40 Atualização:

Foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Caruaru, Agreste de Pernambuco, na noite da quarta-feira (22) projeto de lei que autorizava a prefeitura a contrair empréstimos para implantação do sistema de transportes BRT na cidade. O texto teve 20 votos a favor e apenas dois contra - dos vereadores Joel da Gráfica e Rosimery da Apodec. Houve apenas uma falta, a do vereador Demóstenes Veras justificou a ausência.

No final do ano passado, um grupo de dez legisladores da cidade foi preso acusado de cobrar propina para fazer com que a matéria passasse em empecilhos pelo plenário. Na ocasião, o projeto chegou a ser aprovado, mas com as prisões, o presidente da Casa, vereador Leonaredo Chaves, achou melhor anular a votação e realizar outra.

“Nós teremos mais de 300 ruas asfaltadas, corredores norte-sul, leste-oeste, mas além de todos os benefícios que o BRT trará para a população trabalhadora que precisa de transporte público, serão gerados renda e empregos”, disse o vereador líder do governo na câmara, Ricardo Liberato. DE acordo com ele, a necessidade da melhorar a mobilidade urbana no município tem crescido a cada dia.

Também durante seu discurso, o vereador Gilberto de Dora expôs sua opinião sobre a importância do projeto para o povo. “Como defensor dos servidores públicos, dos trabalhadores da minha cidade, meu voto é sim”.O vereador Rozael do Divinópolis lembrou que todos tiveram tempo para apreciar a matéria. “Foi dito que não sabíamos nada do projeto. Mas ele foi muito bem discutido. A gente não pode regredir. O progresso está aí. Nós temos que ajudar nossa sociedade a se desenvolver".

 

Com informações de assessoria

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.