• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polêmica » Teresa Leitão dá recado a petistas insatisfeitos

Publicação: 21/01/2014 16:11 Atualização:

A permanência de petistas em gestões socialistas em Pernambuco não será mais tolerada. Pelo menos essa foi a indicativa da nova presidente estadual da legenda, a deputada estadual Teresa Leitão, que, na manhã desta terça-feira, em entrevista a uma rádio local, deixou o recado no ar, inclusive abrindo o caminho para os insatisfeitos solicitarem licença partidária.

"Quem achar que é mais importante estar no trabalho da administração pública do que está no PT tem também essa possibilidade. Não precisa sair do partido, não estamos expulsando ninguém do partido", frisou a presidente.

Há exatamente três meses, no dia 21 de outubro, o PT decidiu oficialmente deixar a gestão do PSB, após os socialistas tomarem a mesma atitude nacionalmente com o governo Dilma e o governador Eduardo Campos se posicionar no caminho da oposição. A questão, porém, ainda não é digerida por alguns petistas, como o presidente do PT no Recife, Oscar Barreto. Nesta terça-feira, ele criticou o modelo adotado pelo partido para a definição da entrega dos cargos.

Segundo o petista, "a direção atual é muito mais qualificada do que a anterior e vai conduzir esse processo de maneira muito responsável". Oscar Barreto ainda detém um cargo na secretaria-executiva de Agricultura no governo de Eduardo Campos (PSB), mesmo depois da sigla entregar todos os cargos que ocupavam no governo socialista. "A posição política que conduziu esse debate nunca fez um gesto que falava em ter, ou seja, estou sendo interpelado pelo senador Humberto Costa (PT) judicialmente. O PT tem oito anos no governo Eduardo, quem comanda essa relação é o grupo majoritário, que hoje é minoritário da direção do PT, mas esse grupo coordenou uma composição política", encerrou Oscar, afirmando que o PT vai voltar a ser protagonista em Pernambuco.

As afirmações de Barreto podem comprometer a paz propagada pelo partido depois do Processo de Eleição Direta (PED), realizado no ano passado, quando as diversas tendências internas da legenda acenaram para uma trégua em nome do projeto nacional do PT de reeleição da presidente Dilma Rousseff.

O tema deve ser tratado ainda na reunião executiva do PT, ainda sem data e local confirmados, mas a atual presidente da legenda em Pernambuco, a deputada estadual Teresa Leitão, afirmou que "não vai retomar uma posição que foi tomada, embora todas as críticas, mas o mérito da posição está tomado. Nós vamos proceder agora como nova direção, já na executiva formada. O que vamos fazer para que essa posição seja efetivada", reafirmou Teresa.

 

Com informações de Filipe Barros

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.