• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições de 2014 » Eduardo Campos vai falar com Jarbas e João Lyra Neto sobre sucessão

Tércio Amaral

Publicação: 21/01/2014 15:22 Atualização:

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), virtual candidato à Presidência da República nas eleições deste ano, já definiu quais serão os primeiros interlocutores no debate sobre a definição do candidato governista à sua sucessão. O socialista também minimizou as especulações dos nomes que surgem nos bastidores para assumir o posto. Os secretários de governo Tadeu Alencar (Casa Civil), Paulo Câmara (Fazenda), além do ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho disputam a indicação partidária.

“A primeira conversa que eu vou ter sobre sucessão vai ser com quem está diretamente ligado a estes temas, como o vice-governador João Lyra, que eu, tendo a descompatibilização em abril, é ele quem assume, na sequência temos o senador Jarbas Vasconcelos, que é senador da República e tem a reeleição pela frente. Eu não procurei exatamente nenhum porque a abertura desse processo se dará com presidentes de partidos, amigos e aliados que estão aí”, disse na manhã desta terça-feira (21) após de anunciar o programa de apoio de gênero no Estado, no Centro de Convenções, em Olinda.

Campos destacou que ainda finaliza as diretrizes do programa partidário do PSB para este ano. A definição dos palanques nos estados, incluindo Pernambuco, só começa a ser debatida após a conclusão do programa. “O que nós combinamos, concluídas as diretrizes do programa PSB-Rede, nós entregaríamos oficialmente ao PPS este documento, isso deve acontecer exatamente no dia que a gente fizer o lançamento público, a gente entrega ao PPS, o PPS será a primeira força política a receber”, completou.

As diretrizes serão anunciadas no fim deste mês ou no começo de fevereiro. Eduardo Campos também minimizou o encontro com o “núcleo duro” do partido, nesta segunda-feira (21), no Recife. “Se fosse realizada em Brasília, nem seria notícia”, brincou. A reunião contará com as presenças do vice-presidente do partido Roberto Amaral, além do secretário-geral do partido, Carlos Siqueira, e os líderes do PSB na Câmara Federal, Beto Albuquerque (RS), e do Senado, Rodrigo Rolemberg (DF).

“É a primeira reunião com o núcleo da Executiva para o calendário de reuniões da Executiva que nos vamos fazer para serviços, para definir a questão do programa do partido que vai ao ar em março, tem que começar a contratar exatamente quem vai fazer, discutir quem está responsável para vermos o texto do debate com a Rede que ficou pronto depois da reunião de quinta-feira e que a gente pretende lançar, no mais tardar no dia 31, na primeira semana de fevereiro”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.