• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dinheiro público » STF compra acessórios para bituca de cigarro por R$ 2,9 mil

Publicação: 19/01/2014 10:08 Atualização:

Compras curiosas com o dinheiro público (Contas Abertas)
Compras curiosas com o dinheiro público

Algumas compras recentes realizadas pela administração pública foram levantadas pela ONG Contas Abertas e, apesar de não apresentarem nenhuma ilegalidade, trazem à tona a discussão sobre de que forma vem sendo usado o dinheiro público. O Supremo Tribunal Federal (STF), por exemplo, para atender as necessidades dos funcionários fumantes, que são cada vez menores segundo o estudo Nacional de Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), comprará 10 bituqueira para depósito das pontas de cigarro, ao custo de R$ 2,9 mil. O material do acessório é aço inox ou alumínio polido.

Está empenhado também pelo STF mil kits de higiene com fio dental com cera da marca Higix por R$ 1,1 mil. Mil necessaires de plástico em formato retangular, com zíper metálico também serão distribuídas. Por elas, o tribunal pagará R$ 3,6 mil. Já na Secretaria de Administração da Presidência da República será renovado o estoque de fones de ouvido. Estão previstos a compra de 50 unidades ao custo de R$ 1,6 mil, sendo R$ 33,66 o valor de cada fone .

A Câmara dos Deputados parece estar propondo alternativas ao inevitável café. O órgão comprará diversos tipos de chás, da marca Real por R$ 19,8 mil. O valor contempla o fornecimento da bebida no ano de 2014 e fornecimentos realizados em 2013. Para os que gostam de café com leite, a Câmara dos Deputados providenciou o contrato com a empresa CDV Comercial LTDA que fornecerá este ano leite em pó integral da marca Itambém ao custo de R$ 22 mil. Outro contrato de peso (R$ 141,5 mil) foi firmado com a empresa Daleth Veículo LTDA para locação de carros, sem motorista e sem combustível durante o período de um ano.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) renovará o estoque de poltronas e cadeiras. Entre as compras, duas cadeiras do tipo “presidente”da marca Marelli que custará cada uma R$ 4,9 mil. Outras poltronas e cadeiras no valor total de R$ 1,7 milhão também estão no carrinho do Tribunal. A Corte comprará 1.000 poltronas giratórias com espaldar alto e médios, de couro ecológico, e, 2.400 cadeiras baixas, metade com braço e outra metade sem. E para completar o carrinho, o Tribunal contratará a Positivo Informática para a compra de 838 computadores do tipo desktop, de modelo Master D570. Os eletrônicos sairão por R$ 1,7 milhões.

 

Informações do site Contas Abertas

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.