• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Liderança de oposição » Augusto César diz que decisão só ocorrerá depois de reunião da direção do PTB

Júlia Schiaffarino

Publicação: 16/01/2014 14:59 Atualização: 16/01/2014 16:18

Cotado para assumir liderança de oposição, Augusto Cesar diz que não há definição sobre o assunto. Foto: Roberto Soares/Assembleia Legislativa (Roberto Soares/Assembleia Legislativa)
Cotado para assumir liderança de oposição, Augusto Cesar diz que não há definição sobre o assunto. Foto: Roberto Soares/Assembleia Legislativa
No interior do estado desde o início da semana, visitando as bases, o deputado estadual Augusto César (PTB) preferiu não fazer declarações sobre um possível convite para ser líder da oposição na Assembleia Legislativa. “Nesse momento, eu não parei para imaginar a questão da liderança. Primeiro é preciso ver como vamos trabalhar a nova conjutura a partir do início do mês que vêm”, disse, negando que tenha sido convidado para assumir o cargo.

O deputado é um dos nomes fortes para liderar o grupo, que mudou de perfil após o ingresso do PSDB no governo Eduardo Campos (PSB) e saída do PT e PTB da base governista. Pesa a favor dele a boa articulação e a experiência. Augusto César foi líder de oposição no durante o governo Jarbas Vasconcelos (PMDB) e, em seguida, integrou a chapa com o senador Humberto Costa  (PT) contra o peemedebista na disputa para o Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, concorreu como vice de Costa.

O nome para comandar a nova oposição na Assembleia deve ser escolhido em uma reunião da bancada na próxima semana. Antes disso, o deputado Augusto César deverá ter uma conversa com os petebistas que integram o Legislativo. Atualmente, ele é o líder da bancada do PTB na Casa. “Primeiro vamos conversar no nosso partido, depois com os partidos de oposição e daí para frente montar uma estratégia”, comentou César.

Augusto César ressaltou, ainda, que irá defender a candidatura do senador Armando Monteiro ao governo dentro da Assembleia e este será o norte do partido nos próximos meses. “O PTB está na oposição e temos que assumir a candidatura própria com aliança de oposição. Vamos assumir essa postura de ser oposição”, completou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.