• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Petistas do estado não vão peitar a nacional Maioria na sigla defende candidatura própria, mas vai aceitar se Lula pedir aliança com o PTB

Ana Luiza Machado

Publicação: 16/01/2014 10:24 Atualização:

Se dependesse exclusivamente do sentimento da maioria dos petistas em Pernambuco, o PT teria candidatura própria para governo do estado. Sim, teria. Porque ninguém demonstra disposição, pelo menos até agora, de bater de frente com a executiva nacional da sigla, que vem defendendo a adesão do partido já no primeiro turno à pré-candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao governo do estado.

Na reunião marcada para o próximo sábado, o assunto será discutido e as teses das candidaturas analisadas. Todos os cenários são tidos como aceitáveis, menos reviver uma intervenção da nacional, como aconteceu no Recife, nas eleições de 2012, quando a falta de consenso levou a sigla a um racha interno e à consequente perda das eleições para Geraldo Julio (PSB), após 12 anos de hegemonia.

A orientação de candidatura única foi passada pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão, ao deputado federal João Paulo, na última segunda-feira e apenas confirmou uma preferência já expressada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dita ao senador Humberto Costa. O ex-presidente tem uma dívida de gratidão pelo petebista, por ter facilitado o diálogo do governo com o setor empresarial quando presidiu a Confederação Nacional da Indústria (CNI), no primeiro mandato de Lula.

O entendimento da executiva nacional e que ainda não encontra consenso entre os petistas do estado é que só uma chapa forte, com a união dos partidos da base da presidente Dilma Rousseff poderá fazer frente ao candidato de Eduardo em Pernambuco. O vereador petista do Recife, Henrique Leite, integra um pequeno grupo que, por cautela, acredita que não é o momento de o partido lançar um nome próprio. “Acredito que é hora de o partido se reestruturar, se unir e se fortalecer para voltar forte para uma próxima eleição”, argumentou.

Entre os que estão a favor de uma candidatura própria do PT estão as principais lideranças da sigla no estado. O grupo inclui o deputado federal João Paulo e o senador Humberto Costa, além da presidente estadual da sigla, Teresa Leitão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.