• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Operação Ponto Final » Vereador de Caruaru continua foragido. Imagens e áudios da investigação são divulgados

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 10/01/2014 09:42 Atualização: 10/01/2014 11:25

Foto: Reprodução TV Asa Branca (Reprodução TV Asa Branca)
Foto: Reprodução TV Asa Branca
O vereador de Caruaru Neto (PMN) continua foragido da polícia. Há informação de que o legislador teria comunicado à Justiça que iria viajar com a família e deve se apresentar espontaneamente. Neto teve o mandado de prisão expedido nesta quinta-feira (9) juntamente com o vereador Evandro Silva (PMDB), que já está detido na Penitenciária Juiz Plácido de Souza.

Por determinação do juiz da 4ª Vara Criminal de Caruaru, Pierre Souto Maior, o pedido de prisão foi expedido para os dois vereadores. O delegado responsável pelo caso, Erick Lessa, não revelou o motivo dos novos mandados, mas circula a informação de os vereadores teriam ameaçado testemunhas citadas no processo. O delegado não descarta que outros vereadores voltem a ser presos.

Ontem (9), o juiz Pierre Souto Maior determinou a abertura do sigilo do processo e acatou integralmente as denúncias do Ministério Público contra os dez vereadores de Caruaru, acusados de cobrar propina para aprovar projetos do governo municipal. Em seu despacho, o magistrado pede a instalação de ação penal, a citação dos denunciados num prazo de dez dias, e que seja designada audiência de instrução e julgamento.

Imagens e áudios do inquérito policial da Operação Ponto Final, que culminou com a prisão e o indiciamento de dez vereadores por concussão, corrupção passiva e organização criminosa, foram veiculados pela TV Asa Branca na noite desta quinta-feira (9). Neles, aparecem os vereadores Eduardo Cantarelli (SDD), Jajá (PPS), Neto (PMN), Val (DEM), Louro do Juá (DEM), Jadiel Nascimento (PROS), além de dois interlocutores não identificados. Em três conversas, são tratados supostos esquemas para obter vantagens com a aprovação de um projeto.


Confira abaixo uma das transcrições:

Eduardo Cantarelli (EC), Jajá (JJ) e representante da Prefeitura de Caruaru (RPC) conversam sobre quantias em dinheiro.

EC
: Veja, não foi isso que eu falei pra você, ontem?
RPC: 250? [R$250 mil]
EC: Não foi isso?
RPC: Foi.
EC: Você leva pra ele… Se ele a chegar a isso… Ou a isso aqui. A gente vê…
RPC: 250 [R$ 250 mil], pode ser 200, 150.
JJ: Veja bem… ‘Bora’ ver? [Corte]
JJ: E aí? Já resolveu?
RPC: Não. É o que eu já disse a Eduardo. O prefeito descartou. Ele disse 'Não vou fazer isso não'. Então…
JJ: Nada.
RPC: É.

Saiba mais
Foram presos no dia 18 de dezembro os vereadores Jadiel Nascimento (PROS), Sivaldo Oliveira (PP), Val das Rendeiras (Pros), Cecílio Pedro (PTB), Val (DEM), Louro do Juá (DEM), Eduardo Cantarelli (SDD), Neto (PMN), Evandro Silva (PMDB) e Jajá (PPS)

Eles são acusados pelos crimes de concussão (crime contra a administração pública com exigência de vantagem indevida), corrupção passiva e formação de organização criminosa, com penas que variam de 28 a 56 anos de prisão

A investigação se baseou na votação do projeto de lei que autoriza a prefeitura a contrair empréstimo no valor de R$ 250 milhões para implantar o sistema de transporte BRT (Trânsito Rápido por Ônibus) na cidade

As 360 horas de interceptações telefônicas, 360 horas de gravações com câmeras escondidas e 36 horas de escutas ambientais foram usadas para pedir a prisão temporária.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: oliver oliveira
QUE LIXO HEIN,OS REPRESENTANTE DO POVO,NO CASO OS POLITICOS,FAZENDO NEGOCIATA,COM VERBAS PÚBLICAS. E POR ISSO QUE O SALARIO MINIMO,NÃO TEM UM AUMENTO DESCENTE,DEVIDO AS GRANDES FALCATRUAS ENVOLVENDO,UM VERDADEIRO ESCRITORIO DE NEGOCIATA,ONDE OS PRINCIPAIS,SÃO OS POLITICOS CORRUPTOS. QUE MÃE-ZONA. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.