Pernambuco.com



  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » PSB ameaça fechar as portas Depois do ataque feito pelo PT a Eduardo Campos na internet, vice-líder da legenda diz que o afastamento é inevitável

Correio Braziliense

Publicação: 10/01/2014 08:58 Atualização:

Roberto Amaral (E) e Eduardo Campos: dirigentes da sigla consideram que o PT foi ingrato. Foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press (Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Roberto Amaral (E) e Eduardo Campos: dirigentes da sigla consideram que o PT foi ingrato. Foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press
O ataque do PT em uma rede social ao governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos, fez com que o PSB refutasse a possibilidade de uma aliança em um eventual segundo turno nas eleições deste ano. Em nota oficial, o vice-presidente da sigla, Roberto Amaral, deixou claro que a metralhadora petista afastou os dois partidos de maneira irreconciliável. “Do ponto de vista político, a nota é de aterradora burrice, pois só serve para afastar, amanhã, de forma irreconciliável, dois partidos que desde 1989 caminharam quase sempre coligados”, alega.

O texto, que permanece na página oficial do PT na rede social, classifica o político pernambucano, entre outros adjetivos, de “tolo”, “playboy mimado” e “candidato sem projeto, sem conteúdo e sem compostura política”. A postagem polêmica também acusa Campos de ter vendido a alma à oposição.

A nota assinada por Roberto Amaral diz que o PT é ingrato. “Cuspindo para cima, os dirigentes omissos do PT assumem a ingratidão política, esquecidos de que o PSB apoiou Lula nos seus momentos mais difíceis e nas campanhas eleitorais mais inviáveis”. O PSB diz ainda que o texto, ao contrário do que foi dito pela direção nacional do PT, é de responsabilidade da legenda.

“A nota do Partido dos Trabalhadores (PT), que agride o presidente do PSB, governador Eduardo Campos, é de responsabilidade reiterada da direção nacional do partido porque foi inserida no perfil do PT no Facebook e dele não foi retirada. E, lamentavelmente, a atual direção nacional do PT não se sentiu no dever, ditado pelas boas maneiras, de pedir desculpas”, afirma.

Preocupação
O teor da publicação causou constrangimento no Palácio do Planalto e em alguns setores do PT. O deputado Vicentinho (PT-SP), futuro líder petista na Câmara dos Deputados, condenou os ataques. “Se houver um segundo turno, não acredito nunca que Eduardo Campos vá apoiar o PSDB e DEM. Ele jamais fará uma aliança que não seja com o PT, de quem está mais próximo no campo ideológico. Por isso é importante nunca fechar a porta”, declarou.
Tags:

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Edvaldo Oliveira
Se fechar as portas faz bem, a maioria dos brasileiros estão insatisfeito com o PT! Que o PSB procure outros partidos fortes para se aliar! | Denuncie |

Autor: josue silva
aqui em Pernambuco PSB E PT sempre andaram juntos, eu jamais deixaria de votar em Eduardo para presidente e nos candidatos do pt para deputado federal ou estadual e senador, temos que unir ao máximo os partidos em pernambuco | Denuncie |

Autor: josue silva
Eduardo campos, todo dia dia perde espaço com eleitores do pt no estado e isso eruim. ele tem que abrir as portas para o pt local, reconquistar as lideranças petistas,e não entrar no jogo do pt nacional. ele sabe que cada região tem uma historia politica diferente da outra ,aqui sempre andaram juntos | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »