Pernambuco.com



  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » PSB reage a ataques contra Campos e diz que PT virou "seita fundamentalista"

Agência O Globo

Publicação: 08/01/2014 11:51 Atualização:

O PSB reagiu nesta quarta-feira ao texto publicado ontem na página do Facebook do PT, que trazia críticas ao presidente do partido e possível candidato à Presidência da República, Eduardo Campos. Para o líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque, os ataques a Campos pelo PT são atos de desespero e apontam que o partido se tornou uma "seita fundamentalista". O texto afirma que Campos é um "tolo" e "playboy mimado" por ter deixado a aliança com o PT.

"A nota revela que a parcela que hoje domina o PT perdeu completamente seu espírito republicano, abandonou seu norte político e transformou-se numa seita fundamentalista que ataca qualquer um, mesmo sendo um importante ator do campo das esquerdas, que discorde em qualquer medida da atual condução política e econômica do país e das velhas práticas políticas que se assiste em Brasília", afirmou Albuquerque, em nota divulgada hoje.

Para Albuquerque, os ataques do PT mostram a força das propostas do PSB:

"Fica evidente o desespero da direção do PT frente à discussão democrática do PSB em ter candidato próprio à Presidência da República em 2014. Tal desespero só demonstra a força das ideias e do debate que o PSB está propondo, sendo a real alternativa para que o Brasil avance nas mudanças que o povo brasileiro clama e precisa", afirmou Albuquerque.

Entre as críticas a Campos, o texto do PT destaca que o PSB se aliou ao governo Lula e se beneficiou dessa aliança. Albuquerque rebate esses argumentos, e defende que acreditar que o sucesso da gestão de Campos em Pernambuco se deve à ajuda federal é "ingênuo".

"Tal ajuda se fez presente a todos os estados, inclusive aqueles dirigidos pelo PT, que não tiveram a mesma capacidade de formulação de projetos, planejamento e execução que o governador Eduardo Campos", defendeu.

No texto publicado ontem, o PT afirma que por "desespero", Campos mudou sua estratégia, mesmo após ter se beneficiado da aliança que tinha com o PT em anos anteriores e se mostrou "tolo".

"Ao descartar a aliança com o PT e vender a alma à oposição em troca de uma probabilidade distante - a de ser presidente da República -, Campos rifou não apenas sua credibilidade política, mas se mostrou, antes de tudo, um tolo", afirma o texto. A publicação também classifica a possível candidatura de Campos à Presidência da República como "sem projeto, sem conteúdo e, agora se sabe, sem compostura política", e diz que ela teria sido estimulada pelos "cães de guarda da mídia".

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Sérgio Prado
Bem vindo ao time Eduardo Campos, aqui no DF o melhor governador que o DF teve (Joaquim Roriz http://www.youtube.com/watch?v=wpGReaf5YKw) sofre com os mesmos ataques, é guerra! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »