• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Pedro Corrêa foi transferido nesta manhã para Canhotinho

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 08/01/2014 11:26 Atualização: 08/01/2014 14:20

A transferência do ex-deputado Pedro Corrêa do Centro de Observação e Triagem Everardo Maciel (Cotel) para o Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), localizado em Canhotinho, a 207 km do Recife, ocorreu na manhã desta quarta-feira (8). Inicialmente, o secretário de Ressocialização, coronel Romero José de Melo Ribeiro, informou que a operação comandada pela Superintendência de Segurança seria realizada no fim da manhã ou no início da tarde, mas foi realizada um pouco mais cedo.

Corrêa foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos e dois meses no processo do mensalão e cumprirá pena em regime semiaberto. O pedido de transferência foi deferido ontem (7) pelo juiz da 1º Vara de Execuções Penais, Luiz Gomes da Rocha Neto.

O juiz acatou o pedido da defesa de Pedro Corrêa, que justificou que Canhotinho fica próximo ao município de Brejo da Madre de Deus, onde a família do ex-parlamentar tem residência fixa. Além disso, o Centro de Ressocialização do Agreste tem superlotação menor e ainda que Pedro Corrêa poderá trabalhar como médico na região. O pedido de saída para o trabalho, no entanto, ainda não foi formalizado. Luiz Gomes da Rocha Neto esclareceu que a maior parte das decisões do processo são de responsabilidade do STF, que deverá definir, também, qual vara fará o acompanhamento do cumprimento da pena. O mais provável é que o caso fique a cargo da 3ª Vara de Execução Penal de Caruaru.

Pedro Corrêa estava desde 28 de dezembro no Cotel, em Abreu e Lima, enquanto aguardava a definição.

 (Arte/DP)


Com informações da repórter Ana Luiza Machado, do Diario de Pernambuco

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.