Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Oposição » Aécio diz que Dilma usou pronunciamento para fazer autoelogio e campanha eleitoral

Agência O Globo

Publicação: 30/12/2013 13:45 Atualização:

O senador e possível candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB-MG) criticou o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional. O opositor de Dilma considerou o uso da rede de rádio e TV pela presidente na noite de ontem como "autoelogio e campanha eleitoral".

Aécio Neves destacou, em nota divulgada nesta segunda-feira, que a presidente usou o pronunciamento somente para apontar feitos do governo e deixou de fora assuntos do momento como as vítimas das chuvas.

"Na ilha da fantasia a que a presidente nos levou mais uma vez, a qualidade do ensino tem melhorado e a criação de creches é comemorada. Enquanto isso, no Brasil real, os resultados dos testes internacionais demonstram o contrário: o analfabetismo parou de cair e, das 6 mil creches prometidas por ela em 2010, apenas 120 haviam sido entregues até outubro", afirmou o senador.

Para o senador, a convocação de rede de TV e rádio é abusiva e aponta a fraqueza do governo Dilma.

"Essa nova e abusiva convocação de rede de rádio e televisão é mais uma demonstração da falta de limites de um governo que acredita que a propaganda e o ilusionismo podem demonstrar força, enquanto, na verdade, só acentuam a sua fraqueza", destacou, em nota.

No pronunciamento em cadeia nacional de TV, a presidente fez um balanço das ações do governo em 2013. Dilma afirmou que dificilmente vai existir em qualquer época um país com economia perfeita, porque sempre haverá algo por fazer. Ela rechaçou as críticas da atuação do governo na economia, e citou a influência de crises financeiras externas, que, segundo ela, não foram capazes de interromper o ciclo positivo que o país vive.

Na área da Saúde, Dilma lembrou do Mais Médicos e citou o programa como um dos destaques. E, sobre as manifestações que marcaram o ano, a presidente afirmou que o combate à corrupção será perseguido em seu governo. Para Dilma, nunca no Brasil se investigou e se puniu tanto o malfeito.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »