Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

No Distrito Federal » Pré-candidatos cuidam do físico e da mente para enfrentar a campanha Terapia, massagem e concentração são fórmulas para melhorar o desempenho. Especialista diz que políticos querem parecer simpáticos a fim de conquistar os eleitores

Correio Braziliense

Publicação: 29/12/2013 11:15 Atualização:

Foto: Arte/Correio Braziliense
Foto: Arte/Correio Braziliense
A rotina será exaustiva em 2014 para os principais políticos da capital federal. Durante a campanha, eles terão de percorrer centenas de quilômetros diariamente, vão precisar almoçar várias vezes para agradar aos diferentes anfitriões e ficarão privados da convivência com a família. Esse cronograma extenuante requer muito preparo físico e psicológico. A 10 meses das eleições, prováveis candidatos ao Palácio do Buriti apostam em dietas, terapia, massagem, acupuntura e muita ginástica a fim de  preparar o corpo e a alma para o ritmo acelerado de 2014.

Durante a campanha, eles chegam a percorrer 500 km por dia — o equivalente a uma viagem a Uberaba (MG). Nas visitas a diferentes cidades, conversam com eleitores nas ruas, promovem reuniões com líderes comunitários e sindicais, fazem longos discursos e dão entrevistas. Sem contar os cafezinhos, lanches e galinhadas, servidos em quase todos os locais por onde passam. Uma boa noite de sono, indispensável pare recarregar as energias, dura no máximo 5 horas.

O governador Agnelo Queiroz, que deve disputar a reeleição, conseguiu manter o peso nos três anos de gestão graças à corrida. Ele queima as calorias no Parque de Águas Claras ou na residência oficial pelo menos três vezes por semana. Segundo Agnelo, que é médico, o esporte faz bem ao corpo e à alma. “Só me incomoda não conseguir me exercitar com a frequência que eu gostaria”, comenta.

Quando quer refletir e descansar a cabeça, Agnelo se dedica à pintura. Mas o hobby também esbarra na falta de tempo. “Não pinto há quase dois meses. Na última tela, parei no fundo. Mas pretendo retomá-la em breve”, comenta. O xadrez também é uma terapia para o governador. Ele tem programas instalados no celular e no tablet e, em momentos de tensão, costuma parar por alguns minutos para uma partida. Assessores contam que a atividade ajuda o governador a tomar decisões importantes.

Missa

O deputado federal José Antônio Reguffe, pré-candidato do PDT ao Palácio do Buriti, deixou as peladas de futebol de lado desde que começou a carreira política como distrital, em 2007. “A política toma muito da nossa vida pessoal, do tempo com a família e com os amigos”, lamenta o parlamentar. Católico, Reguffe não abre mão de ir à missa todos os domingos. E, mesmo na correria do dia a dia, ele também não deixa de assistir às partidas do Flamengo, seu time do coração.

Ao contrário de Reguffe, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB) estabeleceu uma agenda rígida de atividades físicas. Corre três vezes por semana uma média de 5km, próximo de casa, no Park Way. Ele diz que adotou algumas medidas, não pela disputa do ano que vem, mas para manter uma rotina saudável. “Fiz um checape, tenho feito os exercícios e fui a um nutrólogo. Ele me passou uma dieta e eu cuido melhor da minha alimentação. Embora durante a campanha eu coma muito, perco peso por causa das caminhadas. Perdi até 6kg, e olha que já sou magro”, lembra.

Rollemberg diz que nunca fez terapia, mas, quando tem tempo, recorre a uma massagem relaxante. A religião também é um refúgio importante para o senador, que deve concorrer ao Buriti no ano que vem. “Tenho um pequeno altar em casa e rezo todos os dias antes de sair”, diz o político. Nas poucas horas livres, Rollemberg relaxa curtindo a neta, Mel, de cinco meses.

Futebol
Para o deputado federal Izalci Lucas (PSDB), o futebol está no topo da lista de atividades. Nos corredores da Câmara, ele caminha com passos rápidos, difíceis de acompanhar. O pré-candidato tucano ao governo confessa que, durante a campanha, o preparo físico não é um problema e se orgulha do rendimento em campo. “Ano passado, fiz 182 gols, isso ninguém divulga, mas o Messi (jogador do Barcelona) faz metade e sai em todo lugar”, brinca.

A irregularidade das refeições no período pré-eleição fez o deputado federal Luiz Pitiman perder 12kg em 90 dias, em 2010. “Visitei boa parte do comércio do DF, ia a três ou quatro almoços, mas nunca comia direito, porque tinha de dar atenção às pessoas. E dá-lhe café, porque em todo lugar te oferecem e você não pode recusar”, destaca Pitiman, que também tem pretensão de disputar ao Buriti pelo PSDB.

Toninho do Psol decidiu entrar para as aulas de hidroginástica no Hospital Sarah Kubitschek depois que se deu conta que iria encarar a terceira candidatura ao governo e o 60º aniversário. O fato de ser casado com uma médica, a ex-deputada Maria José Maninha, contribuiu para ele estabelecer uma rotina saudável. “A ida a churrascaria é mais espaçada e a comida com menos sal. Tenho uma prática cotidiana de fazer caminhadas no Parque Olhos D’água ou no calçadão da Asa Norte”, garante.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »