Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Chapa » PSB de Eduardo Campos tem acordo fechado para a vice em 2014 Integrantes do PSB dizem que Marina Silva comporá a chapa de Eduardo Campos para disputar a Presidência

Rosália Rangel

Publicação: 26/12/2013 07:40 Atualização:

Eduardo Campos e Marina Silva concorreriam numa chapa puro sangue foto: Eduardo Braga/SEI (Eduardo Braga/SEI)
Eduardo Campos e Marina Silva concorreriam numa chapa puro sangue foto: Eduardo Braga/SEI

A ex-senadora Marina Silva (PSB) deve mesmo disputar a vice na chapa do governador de Pernambuco e eventual candidato a presidente da República, Eduardo Campos (PSB). A aliança teria sido fechada em outubro deste ano como parte das articulações entre PSB e Rede para campanha presidencial de 2014. Nos bastidores, os socialistas falam da composição majoritária como certa, enquanto os “marineiros” estão mais cautelosos quando instigados a falar sobre o assunto.

No momento, garantem os representantes da Rede, a prioridade é o debate em torno do acordo programático, documento que irá fundamentar o programa de governo de Eduardo Campos. “Marina tem falado muito a respeito disso (disputa para vice) nas entrevistas que tem concedido. A entrada dela no PSB, naturalmente, foi para apoiar o nome de Eduardo, mas em relação a ela ser vice não tem nada definido”, declarou o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier (PV), integrante da cúpula da Rede.

Ele, no entanto, afirmou que existe uma grande possibilidade de a coligação virar realidade. “Ela pode sim disputar a vice. É um desejo nosso e do PSB. Agora, essa decisão não foi tomada no campo partidário”, reforçou Xavier. Já no núcleo socialista, não existe mais espaço para a dúvida. “O acordo está fechado sim. Marina será a vice na chapa com Eduardo”, garantiu o deputado federal Beto Albuquerque (PSB), um dos entusiastas da candidatura de Campos à sucessão da presidente Dilma Rousseff (PT).

Na linha de frente das articulações do partido com a Rede, o secretário-geral do PSB nacional, Carlos Siqueira, optou pela prudência. “Esse é um assunto que será tratado pelos dois (Eduardo e Marina). Não estamos falando sobre isso no momento”, despistou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »