Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Justiça » Prefeito de Agrestina escapa de cassação

Andrea Cantarelli - Diario de Pernambuco

Publicação: 17/12/2013 23:01 Atualização:

O prefeito de Agrestina, Thiago Nunes (PDT), terá que pagar multa de R$ 5 mil pela realização de showmício durante o período eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) entendeu que a festa realizada na ocasião do aniversário de Nunes, em julho de 2012, foi um evento de cunho eleitoral, mas que não havia provas para que houvesse a cassação do mandato. Tanto o prefeito como o seu vice, Josué Medeiros, foram julgados, na noite desta terça-feira, por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio (compra de votos), cujo processo pedia a cassação dos dois.

O TRE avaliou que não tinha provas suficientes e não houve gravidade nos dois eventos citados no processo. Um foi a festa de aniversário de Thiago Nunes, e a outra um evento chamado Trilha do Chocalho, que acontece todos os anos no município. Segundo o TRE, ambos os candidatos (Thiago e sua concorrente Carmem Mirian, do PT), à época das eleições realizaram festas e as mesmas não influenciaram a decisão do pleito em 2012, já que ambos faziam parte do poder publico e tinham seu eleitorado definido quando os eventos aconteceram.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »