Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Relação tucana » José Serra abre espaço para Aécio Neves oficializar candidatura em 2014 Ex-governador de São Paulo defende que PSDB deve oficializar logo o nome do senador mineiro para a disputa ao Planalto em 2014

Paulo de Tarso Lyra

Publicação: 17/12/2013 06:39 Atualização: 17/12/2013 07:57

Aécio lança hoje um documento com críticas à administração petista nos últimos anos: decálogo: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press
Aécio lança hoje um documento com críticas à administração petista nos últimos anos: decálogo: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press

Em uma postagem numa rede social, com 304 caracteres, o ex-governador de São Paulo José Serra defendeu que o PSDB deve oficializar a candidatura de Aécio Neves (MG) ao Palácio do Planalto. “Como a maioria dos dirigentes do partido acha conveniente formalizar o quanto antes o nome de Aécio Neves para concorrer à Presidência da República, devem fazê-lo sem demora. Agradeço a todos aqueles que têm manifestado o desejo, pessoalmente ou por intermédio de pesquisas, de que eu concorra novamente”, disse Serra, concorrente tucano a presidente em 2002 e 2010, em texto publicado no Facebook no começo da noite de ontem.

Pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves lança hoje, em ato no auditório Nereu Ramos, da Câmara, o seu decálogo, que pode desdobrar-se para 12 pontos, com críticas à administração petista ao longo dos últimos anos. Um dos principais coordenadores da futura campanha presidencial tucana, o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) afirma que não se trata de um programa de governo. “É um balizamento ideológico para o momento em que estamos vivendo no país”, afirmou.

O documento será estruturado em cinco eixos principais: área econômica, internacional, políticas sociais, reforma do Estado e democracia. “Daqui até a eleição, muita coisa vai acontecer: teremos Natal, ano-novo, carnaval e Copa do Mundo. A campanha só vai começar no meio do ano que vem”, lembrou Pestana. “Além disso, o eleitorado só começa a prestar atenção de fato na disputa eleitoral nos últimos 45 dias, quando começar a propaganda eleitoral de rádio e televisão”, completou o tucano mineiro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »