Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bolsa Família » Cristovam: Sem educação, Brasil será refém do Bolsa Família

Agência Senado

Publicação: 16/12/2013 19:21 Atualização:

A falta de prioridade para os investimentos em educação, inovação, ciência e tecnologia por parte dos governos   vai fazer do Brasil um país refém do Bolsa Família, na opinião do senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

O senador reconhece que o benefício é importante para as famílias pobres, desde que o governo, além de condicionar o pagamento da bolsa à frequência das crianças e adolescentes à escola, invista em educação para que as próximas gerações não precisem receber essa ajuda.

O senador lamentou que muitas autoridades se orgulhem de dizer que o Brasil tem a sexta maior economia do planeta, lembrando que países com o produto interno bruto menor são mais desenvolvidos e oferecem melhor qualidade de vida às suas populações.

Cristovam mencionou o caso da Finlândia, que até pouco tempo atrás "era um simples exportador de madeira, bem primário", como o Brasil, que só exportava soja, ressaltando o fato de que hoje a percentagem de bens de alta tecnologia e de outros é altíssima no seu produto interno bruto (PIB). No Brasil, no entanto, a percentagem de bens de alta tecnologia no (PIB) "é quase nada". A economia do país, disse o senador, é baseada em bens primários, como produtos agrícolas, minérios e bens industriais, "mas sem alta tecnologia”.

O senador aproveitou para criticar o projeto que aprova o Plano Nacional de Educação, que, segundo ele, abrange várias metas muito abstratas e tímidas, incapazes de apagar o atraso e a desigualdade no país.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »