Pernambuco.com



  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Opinião » Maioria dos brasileiros iria às urnas mesmo se o voto não fosse obrigatório, revela pesquisa

Agência O Globo

Publicação: 16/12/2013 17:30 Atualização:

Se o voto deixasse de ser obrigatório no país, a maioria da população continuaria a participar das eleições. É o que revela a pesquisa inédita "Pergunte ao Brasil", divulgada nesta segunda-feira pela rádio CBN, em parceria com o Conecta, empresa do grupo Ibope em estudos para a internet. Dos quatro mil internautas, 58% iriam às urnas escolher o seu representante nos poderes executivo e legislativo.

Segundo o Conecta, outros 23% também votariam caso o processo eleitoral não fosse uma obrigação, mas não regularmente. Apenas 16% disseram que não participaria das eleições e 3% responderam que não sabem. Ao todo, a pesquisa selecionou sete perguntas enviadas à CBN por mais de mil ouvintes.

Em outro questionamento, 67% dos entrevistados afirmaram que o Brasil não mudou nada após as manifestações populares realizadas, principalmente, em junho. Para 23%, os protestos fizeram com que o país mudasse para melhor. Além disso, 10% acreditam que não apenas mudou como também ficou pior.

Os ouvintes da CBN perguntaram ainda o que mudou para melhor depois das manifestações. Neste caso, as respostas foram múltiplas. Do total, 74% acreditam que o poder da população ganhou mais força. Já outros 56% disseram que foi a consciência política; 12% a qualidade dos serviços públicos; 7% a eficiência política; e 9% outros fatores.

Na pesquisa, 29% dos entrevistados apontaram o combate à corrupção como a causa que realmente mobiliza os brasileiros a irem às ruas protestar. Em seguida, está a educação, com 21%; saúde, com 16%; segurança, com 8%; combate à pobreza e carga tributária, com 5%; combate ao preconceito, com 4%; meio ambiente, com 3%; e transporte e habitação, com 2%.

Para 49% dos entrevistados, a Copa do Mundo, em 2014, tratá parcialmente benefícios sociais e econômicos para o país. Outros 35% acham que não trará nenhum benefício e 13% acreditam que o evento certamente beneficiará a população. Não souberam responder 3%. Os ouvintes também quiseram saber: se você pudesse nascer de novo, escolheria ou não o Brasil como seu país de origem? A maioria (61%) responderam que sim.

A pesquisa aponta que Estados Unidos (19%), Canadá (17%) e Inglaterra (16%) são os países onde os brasileiros gostariam de nascer se tivesse oportunidade. Alemanha apareceu no ranking com 8% da preferência; Austrália, com 6%; Itália e Japão, com 5%; França e Espanha, com 4%; Portugal, com 3%; China, com 1%; e outros, com 12%.

Dos quatro mil, entrevistados, 48% foram homens e 52% mulheres. Do total, 48% moram na região Sudeste; 21% no Nordeste; 16% no Sul; 8% no Centro-Oeste; e 7% no Norte. A maioria pertence à classe C (51%), seguida pelas classes B (41%), D (5%) e A (3%).

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: oliver oliveira
ENTÃO E POR QUE NÃO APROVAM LOGO,ESSA LEI DE O VOTO NÃO SER OBRIGATORIO? O QUE TÃO ESPERANDO ? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »