[an error occurred while processing this directive] "Guru" de Marco Feliciano será candidata no estado do Paraná | Política: Diario de Pernambuco
Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições de 2014 » "Guru" de Marco Feliciano será candidata no estado do Paraná

Tércio Amaral

Publicação: 16/12/2013 09:33 Atualização:

O “efeito Feliciano” pode trazer resultados nas urnas. A psicóloga Marisa Lobo, de 40 anos, filiou-se ao PSC do deputado e presidente da Comissão de Direitos Humanos, o pastor Marco Feliciano, e é pre-candidata a deputada federal no Paraná. Ao lado de próprio Feliciano e do cirurgião plástico Roberto Rey, o Dr. Hollywood, ela é cotada como umas das principais apostas no partido nas eleições de 2014.

Marisa frequenta a igreja Batista e chama Feliciano carinhosamente de “meu mentor”. O deputado também é só elogios em relação a velha amiga. “Houve momentos turbulentos no início da minha presidência na comissão. Seus conselhos foram de grande valia, sua preocupação com minhas filhas me sensibilizou”, comentou Feliciano. O presidenciável do PSC, pastor Everaldo Pereira, do Rio, define Marisa como “mulher brava no bom sentido”, alguém que lutará pela “causa da vida e esse negócio contra maconha”.

Assim como Feliciano, Marisa também é uma presença ativa e polêmica nas redes sociais. Sua maior briga atualmente é contra o Conselho Federal de Psicologia, que ameaça cassar seu registro profissional. A profissional é acusada de associar indevidamente psicologia e religião. “Minha fé não nego por nada, nem pela minha profissão”, diz no Twitter. Marisa também é acusada e apoiar a “cura gay”, o que fere o código de ética da categoria.

Marisa nega. Diz que no consultório, onde recebe “de ateu à gente do candomblé” em sessões de R$ 100, jamais ofereceu tratamento para a homossexualidade. Apesar da posição, admite apoiar a tese da “cura gay”, uma das maiores bandeira de Feliciano. “Comportamento homossexual é pecado. A Marisa Lobo psicóloga não entra nessa questão. Mas a Bíblia diz. Ponto final. Se o desejo é não desejar pessoas do mesmo sexo, isso é direito humano dele. Se a pessoa pegar a chave do armário e se trancar, ótimo, problema dela.”

Com informações do jornal Folha de S. Paulo

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »