Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Futura divisão? » "Eu não vou apoiar os candidatos do PSB", alerta Daniel Coelho

Tércio Amaral

Publicação: 13/12/2013 10:06 Atualização: 13/12/2013 10:26

Apesar da
Apesar da "boa relação" com o governador Eduardo Campos (PSB), PSDB ainda continua liderando a oposição ao governo com o deputado Daniel Coelho. Foto: Blenda Soutor Maior/DP/D.A. Press

O PSDB de Pernambuco começa a demonstrar os primeiros sinais de que sairá dividido nas eleições de 2014. Na mesma semana que o prefeito Elias Gomes deu nota zero ao poder de Aécio Neves em trazer aliados para sua campanha presidencial, além de antecipar o apoio à candidatura de do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) ao governo, o deputado e líder da oposição Daniel Coelho declarou que não vai votar nos candidatos do PSB ao governo e ao Senado. “É uma posição já conhecida dentro do partido, de modo que por isso eu estou confortável para compartilhá-la publicamente”, disse o parlamentar, por telefone, ao Diario.

“A aliança (com o PSB) ainda está em negociação. A minha posição em relação aos candidatos do PSB foi colocada para o senador Aécio Neves e ao deputado Sérgio Guerra, presidente do partido no estado”, completou. Daniel Coelho reiterou o desejo de fazer campanha para Aécio em Pernambuco no próximo ano e deixou no ar a possibilidade do partido em lançar candidatura própria ao governo. “O próprio projeto de candidatura própria ainda está em aberto. Se a posição for o entendimento com o PSB, será respeitada. Existem posições diferentes no partido, mas a decisão é da maioria e será respeitada”.

Blog de Política: Ao declarar que pode apoiar Eduardo, Aécio indica falta de confiança e conformismo com possível fracasso

A posição de Daniel Coelho é bastante diferente de Elias Gomes. O prefeito chegou a fazer críticas abertas ao projeto nacional de Aécio Neves, que não teria um programa político, nem novas ideias. Em entrevista à Rádio CBN nesta terça-feira (10), Elias não poupou elogios ao governador Eduardo Campos, virtual candidato à Presidência da República, e potencial adversário de Aécio.

“É bom lembrar que há tempos atrás Elias defendia que o PSDB tivesse candidatura própria. O processo está em andamento. Esta aliança do PSB com o PSDB no estado vem sendo especulada há quatro anos. Chegaram a dizer nomes que o partido ia indicar para o governo e nada aconteceu. E não deve acontecer até o fim do ano”, destacou Daniel, lembrando que existe “democracia” interna no partido, mas é a Executiva Nacional que vai resolver a questão provavelmente no próximo mês.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »