Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Lamentação » "O PSDB dormiu no ponto", diz Elias Gomes sobre perda da aliança com o PPS

Tércio Amaral

Publicação: 10/12/2013 14:51 Atualização: 10/12/2013 16:11

O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), criticou a forma como seu partido vem conduzindo a pré-candidatura do senador Aécio Neves à Presidência da República nas eleições de 2014. O gestor tucano disse que a legenda vive numa crise alimentada pela desunião e pela briga de egos de suas lideranças, o que estaria provocando perdas, como a recente decisão do PPS, velho aliado dos tucanos, em apoiar o projeto presidencial do governador Eduardo Campos (PSB).

“O PSDB dormiu no ponto mais uma vez. Eu havia conversado, há seis meses atrás, com o presidente nacional, o meu amigo Roberto Freire (deputado federal de São Paulo). Naquela época, Eduardo Campos já se movimentava buscando o apoio do PPS. E eu falava com o presidente Sérgio Guerra que o PSDB não jogou suas energias para fazer alianças, ficou gastando energias para superar as divergências internas, Serra e Aécio, quando poderia chamar forças importantes”, declarou na manhã desta terça-feira (10) em entrevista à Rádio CBN 97,1.

Elias chegou a pontuar o senador mineiro com uma avaliação nada confortável. O tucano deu nota zero para o pré-candidato quando o assunto é atrair lideranças. “Para construir um programa e um projeto de governo, poderia ter isto vindo de fora para dentro, teria construído a unidade no PSDB. E veio a perda de um partido histórico. O PPS esteve em muitas disputas em que o PSDB participou. Então, um ponto para Eduardo, zero ponto para Aécio na busca por alianças importantes como essa. Não é só tempo de televisão”, completou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »