Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Congresso » Senador quer explicações de Tuma Júnior sobre denúncia de "fábrica de dossiês" contra a oposição

Agência O Globo

Publicação: 09/12/2013 15:36 Atualização:

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) quer que o ex-secretário Nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior explique as declarações que deu sobre a existência de uma "fábrica de dossiês" no Ministério da Justiça. Dias protocolou requerimento nesta segunda-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para que o delegado, que ocupou o cargo no governo entre 2007 e 2010, seja convidado a falar sobre denúncia de que o órgão era usado para criar dossiês contra oposicionistas do PT.

O senador justifica seu pedido na reportagem publicada ontem na revista "Veja", que traz trechos de livro escrito pelo delegado. Em seu livro, intitulado "Assassinato de Reputações - Um crime de estado" (Editora Topbooks), Tuma Filho fala de pedidos que teria recebido de superiores para "esquentar" dossiês contra políticos da oposição, como o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o então senador Tasso Jereissati (PSDB). Menciona também uma suposta conta do mensalão nas Ilhas Cayman, e fala do suposto envolvimento de militantes do PT na morte do ex-prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel.

Segundo a reportagem, Tuma Júnior contou que a pasta recebia dossiês apócrifos envolvendo oposicionistas dos petistas e pedia que fossem abertas investigações sobre essas denúncias, o que depois era ventilado à imprensa. Tuma Júnior também relatou à reportagem que o departamento que ele chefiava foi usado "clandestinamente" para obter informações sobre despesas sigilosas da ex-primeira-dama Ruth Cardoso.

"Enfim, são revelações que mostram a apropriação da máquina do Estado por um grupo que a coloca a seu próprio serviço. O presente requerimento solicitando a realização da audiência pública se reveste de grande oportunidade, uma vez que o delegado Romeu Tuma Junior diz estar disposto a demonstrar que, na Secretaria Nacional da Justiça, foi instado a dar curso a dossiês fabricados pelo petismo contra seus adversários", afirma Dias.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »