Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Laudo » Junta médica avalia que Jefferson pode ser preso

Publicação: 09/12/2013 08:11 Atualização:

Delator do mensalão aguarda decisão do STF: Marcos Arcoverde/ESTADÃO)
Delator do mensalão aguarda decisão do STF: Marcos Arcoverde/ESTADÃO)

A junta médica que avaliou o estado de saúde do delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, concluiu que ele não precisa cumprir pena em casa ou em um hospital, como pleiteia sua defesa. No documento, que foi anexado aos autos do processo do mensalão, os profissionais do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que participaram da perícia apontam não haver mais indícios do tumor no pâncreas. O ex-deputado foi submetido a cirurgia, em 2012, para a retirada do câncer. Mas os médicos reconheceram que Jefferson ainda tem sequelas do tratamento a que foi submetido.

O documento foi concluído pelos médicos na última quarta-feira, mas só ficou disponível no sistema eletrônico do Supremo Tribunal Federal (STF), reservado a advogados e cadastrados, neste fim de semana. “Do ponto de vista oncológico, esta junta não identifica como imprescindível, para o tratamento do sr. Roberto Jefferson Monteiro Francisco, que o mesmo permaneça em sua residência ou internado em unidade hospitalar”, afirmam os profissionais do Inca indicados pelo Supremo.

No laudo, a junta diz ainda que o paciente “não apresenta qualquer evidência de doença neoplásica (cancerígena) em atividade no momento”, mas destaca doenças que foram identificadas a partir de exames e das queixas do ex-deputado, como diabetes tipo 2, anemia leve, diarreia, deficiência de lipídios e dificuldade na assimilação de alimentos. Para esses problemas, os médicos recomendaram que Jefferson mantenha o “acompanhamento periódico médico e o uso regular da dieta prescrita pela nutróloga”. Na sexta-feira passada, o relator do mensalão e presidente do STF, Joaquim Barbosa, enviou uma cópia do laudo ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e à defesa do ex-deputado. Após a manifestação das partes, Barbosa decidirá onde o petebista cumprirá a pena. (A.C.)

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »