Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Laudo médico de Roberto Jefferson é enviado ao Supremo

Agência O Globo

Publicação: 05/12/2013 12:14 Atualização: 05/12/2013 13:24

O laudo da perícia médica do ex-deputado Roberto Jefferson, feita na quarta-feira, já ficou pronto e foi enviado ontem à noite ao Supremo. Foto: Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo
O laudo da perícia médica do ex-deputado Roberto Jefferson, feita na quarta-feira, já ficou pronto e foi enviado ontem à noite ao Supremo. Foto: Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, deve decretar a prisão dos últimos seis condenados pelo mensalão até amanhã. Ele aguarda o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre a prisão deles para expedir os mandados. O laudo da perícia médica do ex-deputado Roberto Jefferson, feita na quarta-feira, já ficou pronto e foi enviado ontem à noite ao Supremo. O documento servirá para Joaquim Barbosa decidir sobre o pedido de prisão domiciliar feito por Jefferson.

A Procuradoria-Geral da República só não se manifestou ainda sobre a prisão de Pedro Henrry, o que deve acontecer hoje. Ontem, Janot pediu a prisão imediata do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP). Ainda aguardam a decretação da prisão os ex-deputados Pedro Corrêa (PP-PE) e Bispo Rodrigues (PL-RJ), o ex-dirigente do Banco Rural Vinícius Samarane e Rogério Tolentino, ex-advogado de Marcos Valério.

O deputado João Paulo Cunha (PT-SP) também foi condenado no processo e ainda não foi preso. Ele ainda tem direito a outros recursos judiciais. Por isso, não será preso agora.

No último dia 15, Barbosa mandou prender 12 dos 25 condenados no processo do mensalão - entre eles, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-deputado José Genoino (PT-SP) e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. Também já foram ordenados os cumprimentos de penas alternativas impostas a três réus.

Ontem, o juiz Vinicius Santos Silva, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, negou a Dirceu prioridade na análise do pedido de trabalho. A defesa do condenado havia pedido preferência com base no Estatuto do Idoso, que prevê tratamento especial em processos judiciais para pessoas com mais de 60 anos. Dirceu tem 67. O petista já tem contrato de trabalho com o hotel Saint Peter, em Brasília, para ganhar salário de R$ 20 mil. Se a Justiça permitir, ele vai exercer o cargo de gerente administrativo, pois cumpre prisão em regime semiaberto.

No entanto, a notícia sobre o laranja que preside a empresa administradora do Hotel Saint Peter poderá fazer com que a Justiça dê a autorização a Dirceu. Ontem, dois ministros do STF - Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes - se manifestaram sobre o assunto. Gilmar recomendou cautela ao juiz que analisará o pedido de trabalho externo de Dirceu e Marco Aurélio afirmou que a sociedade merece explicação sobre o caso.

A direção do PT organiza um desagravo aos três integrantes do partido condenados e presos pelo mensalão no 5º Congresso do PT, semana que vem, em Brasília. Caberá ao presidente do PT, Rui Falcão - que será empossado para um novo mandato à frente da legenda -, fazer o discurso em defesa de José Dirceu, José Genoino e Delubio Soares.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »