Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Câmara » Decisões do presidente nem sempre agradam, diz Henrique Alves

Agência Câmara

Publicação: 04/12/2013 13:28 Atualização:

Questionado novamente pela imprensa há pouco, no Salão Verde, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou que a renúncia de José Genoino ao mandato parlementar, anunciada para evitar processo de cassação em iminência de ser instalado pela Mesa da Casa, não configura situação agradável.

"Genoino sempre foi uma pessoa querida não só pelo PT, mas por toda esta Casa. Eu entendo a dificuldade do momento", disse o presidente. "Mas o presidente da Câmara tem bônus e ônus. Às vezes, tem de tomar decisão que não agrada a todos, mas tem sempre que cumprir o Regimento e, sobretudo, a Constituição. Foi o que fiz ontem", completou.

Mais cedo, no Salão Verde, o líder do PT, José Guimarães, voltou a afirmar que o gesto de Genoino foi grandioso, "talvez maior do que de alguns membros da Mesa."

Segundo Henrique Eduardo Alves, quando ele, como presidente da Casa, divergiu do Judiciário ao interpretar que, pela Constituição, a condenação penal e suspensão de direitos políticos não implicavam perda automática de mandato parlamentar, também naquele momento a decisão agradou uns e desagradou outros.

O presidente da Câmara enfatizou, mais uma vez, que a renúncia de Genoino é página virada. "Acho que este assunto se encerra no dia de hoje".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »