• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2012 » Tony Gel (DEM) acusa José Queiroz (PDT) de "pressionar" servidoras públicas

Tércio Amaral

Publicação: 11/09/2012 11:10 Atualização: 11/09/2012 12:45

Foto: Julio Jacobina/DP/D.A. Press
Foto: Julio Jacobina/DP/D.A. Press

O clima ameno e as sessões quase sempre vazias que tomaram conta da Assembleia Legislativa de Pernambuco nestas eleições foi interrompido, na manhã desta terça-feira, pelo discurso forte do deputado estadual Tony Gel (DEM). O parlamentar usou o plenário para fazer uma denúncia contra a campanha do candidato a reeleição à Prefeitura de Caruaru, José Queiroz (PDT). Segundo ele, funcionárias comissionadas, servidoras e prestadoras de serviço do município estariam sendo “forçadas” a participar de uma caminhada feminina nesta quarta-feira dentro das atividades da campanha do trabalhista.

“As servidoras estão sendo constrangidas a participar desta caminhada amanhã, inclusive, com as presenças do governador Eduardo Campos (PSB) e da primeira dama do estado. Isto no passado era conhecido como escravidão branca. Hoje tem nome e se chama assédio moral”, discursou.

Segundo o deputado, que é marido da candidata oposicionista na cidade, a ex-deputada Miriam Lacerda, também do DEM, sua principal intenção ao utilizar o plenário da Casa Legislativas seria informar o governador a respeito das denúncias. “Tenho certeza que o primeiro casal de Pernambuco não sabe o que está acontecendo em Caruaru nesta campanha. Conheço bem o espírito público de Eduardo”, completou.

Ainda segundo Tony Gel, a campanha de José Queiroz também estaria abusando do poder da máquina pública. Servidores do município estariam sendo obrigados a utilizar camisas vermelhas com frases favoráveis ao projeto de reeleição do candidato. O expediente de algumas repartições públicas estariam sendo alterados por conta da campanha política. “Tem gente que trabalhava à tarde e agora fica pela manhã na intenção de participar da campanha e da caminhada. Até escolas devem ser fechadas no horário para que professores participem do ato”, bradou.

O departamento jurídico da campanha dos Democratas deverá se reunir com representantes do sindicato dos servidores nesta tarde. A partir daí, com os testemunhos coletados, a equipe pretende entrar com uma ação na Justiça Eleitoral contra a campanha de José Queiroz (PDT).


Mais informações em instantes

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.