Notícias, Esporte, Pernambuco, Política, Tecnologia, Vídeos, Fotos, Mundo, Divirta-se

Pernambuco.com

Recife, 24/JUL/2017
 
cheia

  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

AMIZADE » Cão solitário foge para abraçar amigo Husky siberiano que vive solitário escapou do quintal e deu um abraço no vizinho, que sempre se comunica com ele quando ouve o amigo chorar

Correio Braziliense

Publicação: 13/07/2017 18:28 Atualização: 13/07/2017 18:36

Messy, labrador que um coração enorme. Foto: Oranit Kittragul/Reprodução
Messy, labrador que um coração enorme. Foto: Oranit Kittragul/Reprodução


Este é Messy – um doce labrador amarelo que parece ter como missão de vida ser um grande amigo. Ele mora na Tailândia com sua tutora, Oranit Kittragul, mas ela não é a única que se beneficia do grande coração e da personalidade afetuosa do cão. Há outro cachorro cuja vida é melhorada por Messy.

Do outro lado da rua da casa de Messy e Oranit, vive um husky siberiano chamado Audi. Seu tutor não faz muita companhia a ele, deixando Audi no quintal sozinho o dia inteiro. Naturalmente, Audi fica ansioso muitas vezes. No entanto, graças a Messy, ele consegue companhia.

“Quando ele se sente solitário e chora, sempre pergunto ao meu cão para ver e falar com ele”, disse Oranit ao site The Dodo. “Meu cachorro apenas olha por cima minha cerca e, em algum momento, ele late para Audi. Não sei o que estão ‘falando’, mas ele para de chorar”.

Um abraço fraterno: amizade, apesar da distância. Foto: Oranit Kittragul
Um abraço fraterno: amizade, apesar da distância. Foto: Oranit Kittragul
Audi, ao que parece, é consolado por Messy – e ele finalmente conseguiu agradecê-lo por isso. Um dia, o tutor da Audi pareceu esquecer de trancar o portão do quintal quando estava indo para o trabalho,  e o Husky solitário viu ali sua chance. Para sua surpresa, Oranit descobriu que Audi havia escapado e  estava empoleirado em sua cerca.

Messy, é claro, estava lá para cumprimentá-lo. “Ele correu para o meu cachorro e eles se abraçaram”, disse Oranit disse, que tirou uma foto desse momento.

O doce abraço entre os dois cães foi breve, e Audi voltou para casa. Mas revelou que o vínculo entre os dois é mais profundo do que Oranit tinha percebido antes, apesar da distância que os separa.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.










SIGA

Facebook

Google+

Twitter

Rss