Ajuda Conheça a triste história do cãozinho Prince O Fox Terrier mestiço de 10 meses ficou paraplegico ao ser lançado debaixo de um carro pelo seu dono, um morador de rua

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 08/07/2016 09:25 Atualizado em: 08/07/2016 09:29


Prince é um cãozinho dócil, um Fox Terrier mestiço. Tem apenas 10 meses e já experimentou a maldade humana. Numa noite, num surto de raiva, seu dono, morador de rua, o pegou e o lançou debaixo de um carro, perto da Vila Planalto. Não teve qualquer chance, já saiu debaixo do carro se arrastando, paraplégico. Não recebeu qualquer socorro, apesar de ter sido perto de um posto de gasolina. Nem umas gotas de dipirona para amenizar a dor.

Machucado e com dores intensas, passou 10 dias lutando pela vida, arrastando-se atrás de comida e água. A dor virou crônica, acostumou-se. Num domingo da morte do cantor Prince (daí seu nome), foi resgatado por uma moradora da área e levado ao Hospital Veterinário da UNB. Lá, recebeu o diagnóstico de que precisava de uma cirurgia urgente e cara (R$ 6 mil) para estabilizar a coluna e não sentir tantas dores.

Uma mobilização no facebook conseguiu arrecadar a quantia da cirurgia. Mas a incontinência urinária e fecal continuou. Ele precisa de fisioterapia e acumputura (esta para amenizar a incontinência). Pode voltar a andar por meio do que se chama marcha reflexa ou por meio da cadeirinha. Mas espera desde 25 de abril na fila por uma vaga na fisioterapia da UNB, que tem um custo um pouco mais baixo que das clínicas privadas.

O problema é que quem está cuidando dele já tem três cachorros num apartamento de um quarto e não tem mais condições financeiras no momento para tratar dele. Inclusive está para se mudar do Distrito Federal.  O cãozinho precisa ter a fralda trocada várias vezes no dia por estar num apartamento pequeno e fazer pelo menos a fisioterapia, para ter chances de voltar a se movimentar, sem se arrastar.  Sem alguém para cuidar dele, seu destino pode ser voltar ao antigo dono e morar na rua. Depois de tudo que passou, o cachorrinho, que ainda é um filhote, espera achar alguém que more em casa e possa ficar com ele. Para ajudar Prince, entre em contato pelo e-mail rebeka-dg@hotmail.com



TAGS: cao prince ajuda

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.