EDITORIAL » Um jornal e o seu desafio diário

Publicação: 11/05/2018 03:00

O projeto Diario nos bairros, lançado pelo Diario de Pernambuco no mês passado, chega hoje à sua segunda edição, desta vez enfocando Boa Viagem, bairro que se destaca na história e nos principais indicadores econômicos e sociais do Recife. Neste projeto, toda a redação - em suas diversas editorias - se mobiliza para cobrir assuntos específicos do bairro. Desde a área de política, que abre a edição, até as de local, cultura e esportes, que a fecham. São matérias que têm como base tanto os cenários revelados pelas estatísticas quanto a história das pessoas da comunidade. Uma edição exclusiva dedicada ao jornalismo hiperlocal, que estreamos no último dia 20, na Zona Norte, e agora chega à Zona Sul.

O modelo permite algo cada vez mais difícil na voracidade informativa dos dias de hoje: que a comunidade se veja retratada a si própria, de forma jornalística. O leitor tem contato com os temas do lugar onde mora; o empreendedor pode falar com o seu consumidor próximo e direto. Em um mundo marcado pela invisibilidade do outro e pela ênfase no geral, o jornalismo hiperlocal aposta no particular.  

Ao fazer isso, capta a essência da citação famosa de que é falando da própria aldeia que nos tornamos universais. O leitor que ler esta edição do Diario perceberá por si próprio: muitas das matérias dizem respeito a um bairro, mas são capazes de interessar a qualquer pessoa interessada na trajetória humana - esteja ela no Recife, em Caruaru, em Fortaleza, no Rio, ou em outro local. Esta característica é uma das principais riquezas do jornalismo hiperlocal.

Sem nenhum desmerecimento pelo digital - área na qual temos  números de liderança regional  -, o projeto Diario nos bairros é um impulsionador da edição impressa, da leitura no papel. Para tanto, a tiragem e distribuição do jornal são aumentadas, o que, de um lado, facilita o acesso do leitor ao exemplar; e, de outro, propicia mais visualização para os serviços e produtos destacados pelos anunciantes.

Aos 192 anos, o Diario de Pernambuco segue apostando na inovação. Sem dar as costas ao futuro e sem desprezar a sua rica tradição - o que, aliás, é uma característica do próprio estado de Pernambuco. Como lembrou anteontem um dos principais teóricos contemporâneos da comunicação, o professor espanhol Ramon Salaverría, o desafio atual da imprensa é encontrar o equilíbrio entre a atualização tecnológica e a preservação dos valores jornalísticos. O Diario de Pernambuco tem essa busca como meta diária, a fim de satisfazer aqueles que também fazem parte de nosso patrimônio: vocês, nosso leitores.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.