Rio Branco: a cidade para o recifense

Ana Paula Vilaça *
opiniao.pe@DIARIODEPERNAMBUCO.com.br

Publicação: 28/12/2017 03:00

A partir de 2013, os recifenses tiveram um reencontro com a cidade. A gestão do prefeito Geraldo Julio começou com uma premissa: devolver o Recife para os seus moradores. Há anos, havia um esvaziamento das ruas e a diversão das pessoas estava restrita a poucos lugares, principalmente aos locais fechados. Uma das primeiras missões da então Secretaria de Turismo e Lazer, na gestão do secretário Felipe Carreras, foi a reestruturação do Bairro do Recife, tão significativo para a história da cidade. Como início do trabalho, foi criado um dos eventos de mais sucesso até hoje, o Recife Antigo de Coração, que leva todos os domingos do mês uma grande festa para o bairro com polos infantil, esportivo e cultural.

O bairro também começou a ser fechado para carros aos domingos, dando prioridade aos pedestres e ciclistas. A Ciclofaixa chegou no mesmo ano, com a missão de mostrar ao recifense a beleza da capital pernambucana por outro ângulo. Todas as três rotas e os 36,5 quilômetros convergem no Marco Zero que, aos poucos, voltou a ficar lotado de pessoas de todas as gerações. A feira de artesanato local foi fortalecida, os cidadãos voltaram a ver que a rua também era opção de lazer, cultura e diversão. A reboque, vieram investimentos importantes da iniciativa privada e parcerias com os governos estadual e federal, os quais incentivaram empreendimentos como os Armazéns do Porto e os espaços culturais como o Cais do Sertão, Paço do Frevo e a Caixa Cultural.

Não posso deixar de lembrar de tantas outras ações que mexeram com a autoestima e devolveram o espírito de pertencimento da população em toda a cidade. Praças e parques foram requalificados, eventos nos bairros periféricos como o Recife de Coração nos Bairros foram realizados, e assim, pouco a pouco o recifense voltou a viver a capital pernambucana e se orgulhar dela.

Estamos fechando 2017 com a inauguração do Boulevard da Avenida Rio Branco, uma das principais vias do bairro histórico. Em uma decisão corajosa, fechamos o local para carros e o espaço tornou-se exclusivo para pedestres e ciclistas. Em parceria com a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, uma grande obra foi realizada com espaços de convivência, comércio e área livre para eventos e lazer.

Uma cidade boa para o seu morador é sem dúvida, boa para o turista. E por essa premissa, caminhamos. Devolvemos o Recife para os recifenses e abrimos as portas para os turistas e visitantes. Em todas as épocas do ano, milhares de brasileiros e estrangeiros se encantam com nossa cidade e a nossa cultura. Pela primeira vez, como uma prova do novo momento que vivemos fruto de uma decisão política acertada da Prefeitura do Recife e Governo do Estado, passamos os principais aeroportos do Nordeste em movimentação de passageiros, somos o destino mais desejado da região para as férias 2018, segundo o Viajanet, e teremos uma ocupação de mais de 85% em nossa rede hoteleira no Réveillon.

É indiscutível. O Recife é a cidade das pessoas - do morador, do turista, do visitante. Somos a capital do Nordeste, da inovação, da criatividade.  

* Secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.