Sabor de Beijo: 30 anos de uma história de sucesso com a marca feminina

Bernadete Marques *
opiniao.pe@DIARIODEPERNAMBUCO.com.br

Publicação: 09/10/2017 03:00

Recentemente, li um artigo sobre o empreendedorismo feminino que trazia informações da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2016, divulgada pelo Sebrae. Não pude deixar de perceber que as dificuldades encontradas pelas mulheres ao empreender são questões que eu também encontrei no passado, quando enxerguei essa possibilidade como uma das saídas para a realização profissional.

A nossa história começou em 1987, há 30 anos, quando tive a iniciativa de abrir, junto com meu marido, nos Aflitos, a primeira loja da Sabor de Beijo Doceria. Àquela época, já era mãe e estava grávida. Além das responsabilidades pessoais, o contexto político e econômico era de incertezas, pois vivíamos o início do período inflacionário, com números que chegavam aos 13% ao mês e o país estava saindo do regime militar. O desafio, no entanto, foi aceito e tem sido gratificante.

Daquela época aos dias de hoje, passamos por muitas crises econômicas e planos malsucedidos. Eu, enquanto mulher, mãe e empresária, também enfrentei as dificuldades típicas do empreendedorismo feminino, como a conciliação com a vida pessoal e o olhar desconfiado pela presença de uma mulher na chefia. Nada disso, entretanto, foi suficiente para deixarmos de crescer e encarar todos os momentos com o mesmo pensamento positivo de sempre.

Em 1992, abrimos nossa segunda loja, desta vez na Avenida Conselheiro Aguiar. Além de doceria, implantamos serviço de self-service e ceia, que significaram uma inovação na Zona Sul naquela época. Em 1997, inauguramos no Derby e, em 2001, chegamos ao Shopping Boa Vista. No ano de 2005 foi a vez do Hospital De Ávila receber mais uma de nossas unidades.

O valor da inovação, aliás, tem sido objetivo da Sabor de Beijo desde antes de se tornar palavra de ordem. O mercado e as necessidades mudam, portanto, nada mais justo do que a adaptação do negócio às novas realidades. Sempre procurei estar envolvida o máximo possível e sempre quis estar próxima aos clientes e escutá-los, pois penso que o acompanhamento do mercado, aliado à busca constante pela qualidade, a uma boa equipe de colaboradores e ao ato de inovar, são chaves para o sucesso em qualquer área. E dentro dessa perspectiva, em 2015 transformamos a unidade da Conselheiro Aguiar também em delicatessen.

Para a comemoração dos nossos 30 anos, estamos inovando mais uma vez. Lançamos uma linha de doces finos, modernizamos o nosso tradicional bolo de rolo criando um naked cake, implantamos o conceito de cafeteria em algumas das nossas lojas, e incluiremos o chá da tarde no menu das operações Aflitos e Boa Viagem. Além disso, ainda atualizamos a nossa marca e layout.

O capricho, a atenção aos detalhes e a sensibilidade são características nossas que fazem a diferença no dia a dia de um empreendimento. Apesar das dificuldades, que ainda existem, o espaço feminino na sociedade e no mundo dos negócios cresce de forma relevante – de acordo com a pesquisa que mencionei, nos últimos 14 anos o número de empreendedoras cresceu em 34% e já somos quase 8 milhões de empresárias. Por isso, encorajo as mulheres a empreenderem. O caminho não é fácil mas, com certeza, é gratificante.

* Empreendedora e fundadora da Sabor de Beijo

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.