Padre Pedro Rubens, um visionário a frente da Unicap

João Paulo S. de Siqueira
Advogado, professor, mestre em Consumo e Desenvolvimento Social, doutorando em Direito Civil

Publicação: 18/05/2017 03:00

É indiscutível que a educação representa um dos pilares de sustentação e condução de uma sociedade mais próspera, justa e igualitária, e a Universidade Católica de Pernambuco representa um arauto na educação pernambucana e nacional. Não somente por sua longa trajetória, mas também e principalmente por sua recente história que, como ex-aluno, vivi e vejo sua expansão e consolidação como uma das mais tradicionais e respeitadas instituições de ensino do Brasil.

Entendo que a meritocracia e a valorização de trabalhos árduos e competentes devem ser reconhecidos, trato neste texto do atual Reitor da UNICAP, Padre Pedro Rubens Ferreira Oliveira, um homem que em 11 anos a frente da Instituição, implementou ideias e efetivou propostas que transformaram a Universidade, sem perder sua essência humanitária, comunitária e social.

Elencar sua trajetória acadêmica, eclesiástica e profissional é desnecessário, pois suas láureas são tantas e falam por si. Padre, professor, acadêmico, presidente da Federação Internacional das Universidades Católicas, sendo o primeiro brasileiro a assumir tão relevante posto, são alguns de seus tantos méritos, mas aqui me proponho apenas a tratar de sua postura como dirigente e gestor da nossa querida Católica.

Com ideias e ideais visionários e vanguardistas, em pouco mais de uma década, implementou melhorias significativas na estrutura física e na manutenção do patrimônio, renovou a Biblioteca Central, centro de estudos e pesquisas de tantos estudantes, consagrou os programas de pós – graduação, inaugurando inúmeros cursos de mestrado e doutorado, além da criação de significativos e relevantes cursos de graduação, ampliou os programas de intercâmbio, fortaleceu a assessoria de comunicação, que divulga e impulsiona a Instituição, tem comprometimento e cuidado com o paradigma ambiental de desenvolvimento sustentável, implementou o núcleo de Educação a Distância, instrumento fundamental para a universalização do conhecimento e consolidou a Instituição como referência em prestação de ensino de alta qualidade.

Entendeu que a tríade que sustenta a educação universitária é construída pelo ensino, pesquisa e extensão e através do Instituto Humanitas, faz a UNICAP assumir sua função social e humanitária de dialogar com instituições e comunidades na busca de soluções para os lamentáveis problemas sociais contemporâneos.

Evidente que uma entidade do porte da UNICAP é construída por uma coletividade, mas que sem um líder com autoridade, credibilidade e visão, o trabalho fica incompleto, e não tenhamos dúvidas que a Universidade Católica de Pernambuco é conduzida e regida por um homem de inúmeras e inquestionáveis virtudes.

Por essas atitudes, a Católica está consolidada como uma verdadeira Universidade de preceitos jesuítas e que segue os ensinamentos do Papa Francisco que nos ensina a construir pontes e não muros, e é isso que a UNICAP faz hoje, ultrapassa seus muros e faz da cidade o seu Campus. Meu pai e eu fomos formados pela Católica e espero que meu filho também tenha o privilégio de estudar numa Universidade que não forma somente graduados, mas sim cidadãos.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.