Somos todas Mirella

Carolina Ferraz
Professora do curso de Direito da Unicap e coordenadora do Grupo Frida de Gênero e Diversidade

Publicação: 17/04/2017 03:00

Amanhecemos no dia 5 sobre a égide da dor, da perda, da vulnerabilidade. Percebemos que para as mulheres não existe lugar seguro! Porque estamos expostas a hostilidades em todos os ambientes, no trabalho, na academia, no trânsito, no supermercado, na drogaria, em nossas casas!

Desafio a qualquer mulher nesta cidade, em outra cidade, noutro estado, em outro país que soube dessa morte e que se sentiu segura...Éramos muitas Antônias, Severinas, Fátima, Luizas, Marias sangrando por dentro ou em carne viva... Por que ainda estamos morrendo às moscas?Por que nossos corpos, nossos desejos, nossas vontades e nossas vidas ainda pertencem aos homens?

Por que nossas mães enterram nossos corpos, nossas irmãs perdem nossas companhias e nossos sobrinhos crescem sem conhecer suas tias?  

Por que nossas mentes são violadas? Nossos corpos são objeto de desejo, de sofrimento, de tortura e de espancamento?

Por que nossas memórias são aviltadas com falsas acusações de imputação de condutas provocativas? Será que o mero ato de respirarmos já pode ser considerado provocação?

Quantas outras missas ainda rezaremos por nossas perdas? E quantas perdas ainda acontecerão para que seja possível mudar uma sociedade que silencia as mulheres, que abusa de seus corpos, que avilta suas dignidades, que invisibiliza suas trajetórias, que mata e assim nega a história de suas existências?

Que possamos da dor construir o elo que torne cada uma de nós verdadeiramente irmã da outra, para nessa fusão de sororidade, cumplicidade e esperança nos transformarmos em invencíveis e donas dos nossos destinos, dos nossos corpos, das nossas vozes, das nossas vidas e das nossas mortes!

E que assim seja em nome da mãe, do pai, da filha, do filho e da luta!

Somos todas Mirella Sena!

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.