Investimento em imóveis, sempre

Alexandre Luiz Oliveira
Publicitário, diretor da Martpet Comunicação

Publicação: 22/03/2017 03:00

Os investimentos em imóveis constituem-se em um dos mais seguros ativos disponíveis no mercado atual. E, nos últimos 100 anos, as famílias brasileiras destinaram boa parte de suas reservas para o setor imobiliário. Além da fácil administração e reserva de valor garantida, os apartamentos e conjuntos comerciais sempre tiveram uma boa rentabilidade em relação a outros ativos disponíveis no mercado. Olhando bem, é difícil famílias de classe média e média-alta brasileiras deixarem para os seus filhos, através de inventários, ações de empresas brasileiras ou estrangeiras não, é verdade? Ações ordinárias, preferenciais, nominativas ou ao portador não fazem parte do nosso cotidiano. Não estou defendendo que os investimentos no mercado de capitais não possam ser rentáveis e bastante atrativos, mas é necessária uma especialização técnica no mercado financeiro bem mais robusta, que o setor imobiliário exige.

Nossa sociedade é muito patrimonialista e pouco financista. Nos Estados Unidos, no Canadá, em países desenvolvidos da Europa e no Japão, por exemplo, a poupança das famílias são destinadas em grande parte para o financiamento das empresas públicas de capital aberto e privadas, via mercado de capitais.

Por outro lado, leitor, se você fez investimentos em moeda estrangeira (dólar, euro, libra ou outra moeda forte), há 3 anos ou mais, poderá comprar imóveis hoje, aqui no Brasil, em real, quase pela metade do preço ou com grandes vantagens competitivas em relação a outros tipos de investimento. Claro que o maior ganho aponta para a data de compra e venda e de conversão cambial para o real do dia mais vantajoso.

Fiz uma vistoria nas zona Norte, Sul e Oeste da Região Metropolitana do Recife nos últimos dias e constatei uma grande disponibilidade nos segmentos residencial e comercial para alugar e vender. Em paralelo, as famílias e investidores estão comprando menos, apresentando uma elasticidade preço da demanda negativa. Com as condições de mercado acima, o momento para comprar é bastante vantajoso.

Se você vai se casar e ainda está se amarrando em comprar o apartamento dos seus sonhos para morar, procure, avalie, negocie e compre! Porque o mercado não deve praticar preços tão competitivos como nos dias de hoje. Já se você está procurando investir, utilize uma parte dos recursos que não vá precisar no curto prazo, afinal o país vai sair da crise, e, lá na frente, os imóveis vão ter um valor real bem maior. Isso é fato.

O que você está esperando? O mercado imobiliário pernambucano está cheio de oportunidades para todos os gostos e para todos os níveis de renda. Aproveite! Consulte o seu corretor de imóveis, os classificados dos jornais e os portais especializados no setor. E, ainda acesse e pesquise os planos de financiamento dos bancos e os programas do governo federal destinados às faixas de baixa renda. Não esqueça, quanto maior for a entrada em relação ao valor total do imóvel neste momento, maior poder de negociação você terá.

Escolha o imóvel e a construtora com cuidado e atenção, dando sempre preferência a empresas associadas à Ademi/PE e/ou ao Sinduscon/PE. Solicite informações aos seus amigos e ao corretor de sua confiança. Boas compras e bons negócios.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.