Líderes: seus medos e desafios

Diogo Ferreira
Especialista em Direito do Trabalho %u2013 PUC GO. Mestre em Ciências da Religião - Unicap

Publicação: 17/02/2017 03:00

Não tão raro encontramos vários livros, revistas dando orientações de como e de que forma se tornar um excelente líder. A ambição de crescimento é uma atitude natural dentro das empresas.Quanto mais crescimento, mais responsabilidades e melhores salários.Mas as pessoas deixam de lado a preparação para as futuras promoções.

É difícil encontrarmos planos de carreiras em micro, pequenas e médias empresas. Quando as promoções e ascensões profissionais são por meritocracia, de alguma forma aquele empregado demonstrou um destaque maior e habilidades diferentes do seu colega e por isso foi promovido a encarregado ou chefe de setor. No entanto, tais pessoas que ascenderam sem preparo podem desencadear sérios problemas dentro da empresa.

Liderar uma equipe é mais do que mandar, ordenar e comandar, é estar alerta a todos os sinais positivos e negativos do grupo que esta sendo comando por você. Lidar com a produção de bens e serviços de forma a agradar empregado e patrão é um dos desafios dos líderes. Costumamos dizer que um líder já nasce com a liderança em seu DNA, mas em varias leituras podermos encontrar que as pessoas podem ser trabalhadas e se transformar em um excelente líder de equipe. O que diferencia essas duas vertentes é a pessoa em que está conduzindo os ensinamentos dentro e fora da empresa na pratica de liderança.

Ouvindo vários colaboradores nas empresas onde liderei equipes, observei que vários lideres promovidos por meritocracia até tinham boa vontade em resolver conflitos e uma boa capacidade de gerir seus grupos, mas esbarravam no conhecimento popularmente chamado de “cursos de relacionamentos interpessoais e profissionais”.

Dentro de uma empresa onde se tem centenas de pessoas, e que cada uma delas carrega dentro de si aflições, angústias, alegrias edesejos, se fazer compreender e se profissionalizar para melhor se colocar no lugardo outro, é papel fundamental para se tornar um grande líder.Dentro do que lemos acima trago cinco dicas para se tornar uma boa liderança e perder os medos que o cargo traz consigo.

1º: Seguir a essência desta frase: “Nunca faça algo para alguém que não queira que seja feito para você”. Lembre-se quea roda da vida gira. Hoje você é um líder, amanhã você pode ser um subordinado. Portanto, tente semprefazer o bem ao outro.

2º: Trate as coisas sempre com muita franqueza e clareza, e se observar que o assunto sai de sua competência, peça ajuda a alguém mais experiente. Em outras palavras, “os conselhos dos avós sempre foram os mais proveitosos”.

3º: Nunca misture seus assuntos particulares com assuntos de sua equipe. A sua equipe é a sua essência, o seu espelho. Eles são o reflexo de quem você realmente é. Acredite, intimidade é um caminho sem volta, as pessoas em geral são ingratas, dissimuladas, fogem dos perigos e querem tirar vantagens de tudo por causa de suas ambições pessoais.

4º: Aprenda a ouvir. Quando paramos para ouvir um membro da equipe podemos muitas vezes aprender com situações que nossa percepção não alcança no dia a dia. Tire sempre um momento para ouvir sua equipe.

5º “Dai a César o que é de César”. Valorize o trabalho se sua equipe. Deixe para se enobrecer em particular, junto aos chefes e diretores, nunca na frente de seus subordinados. Acredite sempre que as amizades que nascem em troca de benefícios são estruturadas em interesses e não na nobreza de caráter, como deveria ser.

Em suma, a primeira opinião que se tem a respeito da inteligência ou da capacidade de um líder resulta da observação das pessoas que ele tem a sua volta. Sempre esteja atento a estas dicas.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.