Para um Recife melhor

Mauro Ferreira Lima
Professor da UPE

Publicação: 15/02/2017 03:00

Antes tarde do que nunca. O prefeito do Recife tomou a iniciativa de sair às ruas e se aproximar de instituições e pessoas que têm algo a dizer sobre a cidade. Há pouco, numa dessas reuniões, esta coordenada pelo ex-presidente Nelcy Campos, no Caxangá Golf, foi-lhe possível ouvir sugestões e críticas construtivas para melhoria geral da cidade.

Pessoalmente reapresentei ao prefeito um conjunto de sugestões que lhe foi enviado no início de sua primeira gestão. Primeiramente, enfatizava a segurança pontual para o Recife Antigo. Sugeria à PCR buscar associar a SDS e a Guarda Municipal em um projeto simples, eficaz e de baixo custo para melhorar as condições gerais de segurança no local. Incluía guaritas da PM nas 4 pontes que acessam o bairro, apoiadas pela Guarda Municipal em ronda permanente com motos e rádios, sobretudo nos finais de semana. Sendo tudo conectado com a central da SDS funcionaria, sem dúvidas!

Em complementação a isso, as placas de aviso de câmeras no local deveriam ter comunicação direta e clara sem excesso de palavras, por exemplo: “área monitorada” mais uma imagem de câmera anexa às duas palavras e pronto! Sugeria, ainda no Recife Antigo, a manutenção permanente do Parque das Esculturas Brennand, assegurando acesso e iluminação de realce às peças ali expostas. Enfatizava também a conclusão do “PROJETO RESIDENCIAL DO  PILAR” com cadastramento dos moradores visando reforçar o controle da segurança geral.

Continuava o rol de sugestões com abordagem dos agressivos “gelos-baianos” do Parque 13 de Maio, Riachuelo e Av. Norte. Pedia canteiros nesses locais. Lembrava a necessidade de destravar o licenciamento para obras da construção civil tão importantes para a geração de empregos. Incluía aí, as obras do Porto Novo, especificamente o projeto do hotel, marina e centro de convenções previsto há anos!

Seguia lembrando a necessidade de requalificação e reativação turística do decadente Pátio de S. Pedro. Sem esquecer um melhor tratamento para o Mercado de São José, Praça do Sebo, Av. Guararapes e entorno da Praça Maciel Pinheiro. Esta, bem próxima do “corredor da sujeira” da Conde da Boa Vista. Teria que ter aí uma brigada especial e permanente de coleta de lixo. Seria educativo para que a população se tocasse e fosse parceira da não-sujeira local. Choca o que se vê de desmantelo por ali!

Evidente que nesses tempos bicudos de aperto geral, prioridades têm que ser estabelecidas, mas, espera-se que, ao menos, isso aconteça. Há que fazer o que for possível de ser feito com olho na limitação de recursos e na prioridade de ações. A cidade agradeceria muito. Aguardemos.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.