Anjos de Rosa - congresso brasileiro de voluntariado

Leonardo Arcoverde
Cirurgião de cabeça e pescoço, presidente técnico científico do 11º Congresso de Combate ao Câncer

Publicação: 21/11/2016 03:00

Eram os últimos meses do final dos anos setenta do século passado quando voltava de minha formação profissional e acadêmica em Oncologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço no Instituto Nacional do Câncer no Rio de Janeiro. Ao chegar de volta ao Recife, entrei como médico no Hospital do Câncer de Pernambuco. Logo nos primeiros dias me chamou atenção que na estrutura do hospital funcionava de forma muito harmônica um grupo de Senhoras da Sociedade Pernambucana, todas vestidas de Rosa que se distribuíam em cada segmento do hospital sempre sorridentes e disponíveis para ajudar nas mais variadas atividades junto aos pacientes carentes. Descobri então a existência da SPCC - Sociedade Pernambucana de Combate ao Câncer, entidade filantrópica e gestora do HCP e a RFCC - Rede Feminina de Combate ao Câncer. Com essas senhoras convivo por muitos anos e aprendi a admirar e conhecer pessoalmente cada uma delas. Os nomes são muitos e temo esquecer alguns, mas algumas nos marcaram bastante pela garra com que se doavam àquela Instituição. Não podemos esquecer Ester Souto Costa Carvalho, Lybia Maranhão, Dulce Sampaio, Lucia da Silveira, Lygia Souza Leão e tantas outras. Os médicos, funcionários e colaboradores as chamavam de “As Madames” em tom carinhoso e de respeito ao que elas representavam. Do outro lado a RFCC permanecia com seu trabalho de formiguinha, fazendo as atividades mais variadas, sempre pelo bem dos mais necessitados. A Rede Feminina (que também tem homens nos seus quadros) se espalhava como uma teia do bem e foram criadas as Redes do Interior em cidades como Caruaru, Garanhuns, Pesqueira e muitas outras, que trabalhavam apoiando nas suas cidades os pacientes e colaborando no envio deles a referência ao HCP. Grandes nomes da medicina lá trabalhavam como Luís Tavares, Waldemir Ferreira Lopes, Adonis Carvalho, Almir Couto, Jaime de Queiroz Lima, e Getúlio Isidoro da Rocha e muitos outros ícones da Medicina Pernambucana.  
Com a realização do 11º Congresso da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer  no Centro de Convenções de Pernambuco entre 16 a 18 de novembro, tive a oportunidade de conviver mais de perto com esses anjos, em particular com Dona Maria da Paz atual presidente da Rede e surpreendido fiquei com o convite para ser o Diretor Científico desse evento.  Lá estarão Dona Aglaê Nazário, presidente nacional da Rede e centenas de senhoras, Anjos de Rosa, das muitas instituições espalhadas pelo Brasil que aqui virão para comemorar conosco esse encontro maravilhoso. Homenagens serão feitas, destacando-se a do nosso ex-governador Eduardo Campos que muito fez pela Instituição, ao Dr. Jaime de Queiroz Lima, um dos principais ícones da Medicina Pernambucana e a Dona Maria Ester Souto Costa Carvalho pela vida dedicada à SPCC e à Rede Feminina de Combate ao Câncer. A esses, nossa reverência. As inscrições estão abertas e aproveitamos para convidar toda Sociedade Pernambucana a participar do Congresso e na ajuda a essas grandes instituições.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.