Conhecimento, o mais eficiente caminho para prevenção de doenças

Adriana Ferraz
Médica e Presidente do VIII Congresso Brasileiro de Ecografia Vascular

Publicado em: 06/09/2018 03:00 Atualizado em: 06/09/2018 08:54

Localização privilegiada, trade turístico com elevada capacidade para promover e sediar eventos e a consolidação do terceiro maior polo médico do Brasil. São esses atributos que justificam a vinda da oitava edição do Congresso Brasileiro de Ecografia Vascular, que vai acontecer até sábado, num hotel no litoral sul de Pernambuco.

A realização do evento se ancora na urgência de estender o conhecimento técnico sobre as doenças vasculares, buscando o aprimoramento do diagnóstico, por entender ser essa a etapa fundamental que determina as chances de tratamento. O Acidente Vascular Cerebral, por exemplo, é a terceira principal causa de mortalidade no Brasil, perdendo para infarto e câncer.  Quando não leva a óbito, pode deixar sequelas que comprometem a vida da pessoa. Não à toa, 12 países, incluindo o nosso, assinaram a Carta de Gramado, no último mês de agosto. O documento endossa o compromisso dessas nações em promover, até 2030, ações para melhorar a saúde mental e o bem-estar da população.

A preocupação com essa realidade nos levou a definir um olhar mais atento ao Doppler, exame capaz de rastrear, diagnosticar e acompanhar aneurismas. Ele será o tema do Congresso, que é considerado o maior da América Latina, acontece a cada dois anos e é realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular. Montamos uma grade científica com quase 40 referências mundiais e nacionais para uma programação que contempla três cursos formativos, palestras e rodas de conversas sobre o assunto. Já confirmamos a presença de nomes como Leslie Scoutt (EUA) e Dirk-Andre Clever (Alemanha).

Além disso, e por entender que precisamos estar perto da população, 70 pacientes, com doenças relacionadas ao sistema venoso, como insuficiência valvular ou trombose, estão sendo selecionados, em parceria com o Sistema Único de Saúde e a Secretaria de Saúde do Cabo de Santo Agostinho. Eles vão participar de palestras para entender a doença e sua prevenção e de demonstrações, que vão diagnosticá-los e, em urgências, agilizar seus tratamentos. Ação como essa é um caminho que queremos percorrer para contribuir para a manutenção da saúde de nossa sociedade e inspirar outras iniciativas.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.